Dissertação

{pt_PT=Mussus. Guidelines for the inclusion of Musekes in Luanda} {} EVALUATED

{pt=A presente dissertação consiste na conceção de um programa de habitação social na cidade de Luanda. O objetivo principal é criar diretrizes para melhorar as condições de exclusão dos musekes, aplicando conceitos de sustentabilidade e modularidade na arquitetura – e novas escolhas de estilo de vida - como autossuficiência, voluntariado e manutenção em comunidade. As populações têm vindo a construir as suas próprias casas, a fim de superar a escassez financeira, no entanto os processos de construção carecem do conhecimento crucial que garante segurança e bem-estar. O programa MUSSUS assiste este processo, criando um módulo que se adapta à identidade dos musekes e às necessidades individuais. O design das casas é feito através de um sistema modular pré-fabricado adaptável que pode ser ampliado e destaca-se pelas estratégias do desenho passivo. Nos musekes, frequentemente se descobre que há pouco cuidado com a manutenção da casa. A casa é vista como um lugar provisório na busca de um futuro melhor e, portanto, desprezado. Por isso é particularmente importante estabelecer uma ligação emocional entre o arquétipo MUSSUS e os futuros proprietários, caso contrário, o risco de negligência permaneceria o mesmo. Assim, o conceito MUSSUS é estabelecido por um arquétipo modular que permitir a participação das pessoas no desenho e criação das suas casas., en=The present dissertation consists in the conception of a social housing programme for the city of Luanda. The main goal is to create guidelines to improve the conditions of exclusion of slums, bringing awareness to contemporary ideologies– sustainability and modularity in architecture – and lifestyle choices – such as self-sufficiency, voluntary work and maintenance. People in slums build their own houses, in order to overcome financial shortages, but the construction processes lack the crucial knowledge that guarantees safety and acceptable living conditions. The MUSSUS Programme aims at contributing to this knowledge, creating a module that adapts to the musekes identity and individual needs. The houses’ design is made through a schematic modular and standardised system, which is adaptable and can be enlarged, and uses strategies of passive design. In the museke, one frequently finds that there is little care for the maintenance of home. The house is seen as a provisional place before achieving a better future and is therefore underappreciated. It is particularly important to set an emotional link between the MUSSUS archetype and the people themselves, upcoming owners, otherwise, the risk of neglect would remain the same. So the MUSSUS concept is established by a standard modular archetype to enable people’s participation in the design and creation of the house. }
{pt=museke, habitação social, estandardização, sustentabilidade, desenho passivo, Luanda, en=slum, social housing, standardisation, sustainability, passive design, Luanda}

Junho 25, 2018, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Manuel de Arriaga Brito Correia Guedes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado

ORIENTADOR

Roberto Di Giulio

University of Ferrara

Full Professor