Dissertação

{pt_PT=Avaliação do Potencial Solar Fotovoltaico para diferentes agregados familiares nos municípios de Portugal Continental} {} EVALUATED

{pt=A descentralização da produção elétrica através de fontes de energia renovável é uma realidade em crescendo um pouco por todo o Mundo, com a energia solar fotovoltaica a contribuir cada vez mais para este cenário. No setor residencial, o autoconsumo através de sistemas solares tem vindo a se desenvolver bastante nos últimos anos, tornando-se necessário analisar a multiplicidade e complexidade de fatores inerentes ao consumo de eletricidade, para se avaliar da melhor forma o potencial de exploração solar fotovoltaico para este fim. Através da segmentação das famílias portuguesas, começou-se por obter perfis de ocupação dos agregados familiares mais representativos de Portugal Continental. De seguida, com recurso a um modelo econométrico, foi possível desenvolver uma análise energética, económica, ambiental e espacial do potencial solar fotovoltaico para autoconsumo. Por fim, de forma a analisar os impactos do autoconsumo na rede elétrica, obtiveram-se perfis anuais do consumo, autoconsumo, importações e injeção de eletricidade da rede elétrica. A grande amplitude dos intervalos permite constatar o peso elevado do grau de correspondência entre os perfis de procura e disponibilidade solar, na obtenção de indicadores mais favoráveis ao autoconsumo. Assim, obtiveram-se intervalos de potência a instalar de 250 – 1.000 W e períodos de retorno de 8 – 13 anos. Por fim, a exploração do potencial solar fotovoltaico ótimo nacional permitiria aumentar a potência solar instalada em 1,3 GW, catapultando a representatividade solar no mix energético português dos 3,5% para os 13,1%., en=The decentralized production through renewable energy sources is a growing reality a little all over the world, with solar photovoltaics largely contributing to this scenario. On the residential sector, self-consumption has been growing a lot on the past years, demanding a deep study about the multiplicity and complexity inherent to electricity consumption, enabling a more detailed evaluation of the solar photovoltaic potential to selfconsumption. To accomplish that, several hourly normalized demand profiles were created using family’s typologies and an adapted electricity demand model. Furthermore, an energetic, economic, environmental and spatial analysis of the solar photovoltaic potential have been performed using an econometric model. Suported by these analysis, a consumption, self-consumption, imports and exports to the grid analysis has been developed to evaluate the self consumption impacts on the grid. The results showed that self-consumption is more attractive for families with two or more adults, mainly for the ones belonging to southern and coastal municipalities, where these last ones presented higher purchase power for most municipalities. For these typologies, the installation power were 250 – 1.000 Wp and the discounted payback period of 8 – 13 years. These values highlight the importance of the matching level between the demand profile and the solar availability profile to obtain better self-consumption parameters. Finally, exploition of the optimal potential would increment 1,3 GWp of solar photovoltaics to the current installed solar power, leveraging the solar representativeness on the Portuguese energy mix, making it increase the current 3,5% to 13,1%.}
{pt=Potencial solar fotovoltaico, Autoconsumo, Fontes de energia renovável, Energia solar fotovoltaica, en=Solar photovoltaic potential, Self-consumption, Solar photovoltaic energy, Renewable energy sources}

Maio 8, 2018, 10:0

Orientação

ORIENTADOR

Carlos Augusto Santos Silva

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

André Alves Pina

EDP

Especialista

ORIENTADOR

Diana Pereira Neves

IN+, Centro de Inovação Tecnologia e Poltiticas Públicas

Especialista