Dissertação

{pt_PT=Gestão de receitas em redes de transportes: Modelos de otimização baseados nas quantidades} {} EVALUATED

{pt=A Gestão de Receitas é o conjunto de estratégias e táticas utilizadas pelas empresas para gerir de forma científica a procura pelos seus produtos, e envolve decisões de três tipos: decisões estruturais, e.g., que formato(s) de venda e que mecanismos de segmentação usar; decisões baseadas em quantidades, e.g., como alocar a produção ou capacidade aos diferentes segmentos ou produtos; e decisões baseadas nos preços, e.g., como definir preços fixos, preços a oferecer. Este trabalho foca-se na aplicação da Gestão de Receitas baseada em quantidades ao sector ferroviário. Especificamente, são estudados os ganhos que um operador ferroviário de passageiros poderia conseguir através da aplicação de limites na venda de bilhetes (booking limits) em vez de uma política do tipo first-come-first-served. Foram estabelecidos cinco modelos de controlo de capacidade em redes que calculam a quantidade de lugares a reservar para cada par origem-destino (OD) e classe. Quatro desses modelos correspondem a uma abordagem determinística da procura, considerando o respetivo valor médio para cada par OD, e o outro é estocástico e tem em conta a natureza probabilística da procura. Os modelos determinísticos são usados num caso prático (inspirado nos comboios Alfa Pendular da CP, o principal operador ferroviário de passageiros em Portugal), considerando as diferentes épocas do ano e dias da semana, sendo avaliada a receita adicional esperada que resultaria da aplicação de limites à venda de bilhetes. Os resultados obtidos fornecem indicações claras sobre as vantagens, mas também sobre as limitações, da aplicação das técnicas de Gestão de Receitas em análise., en=Revenue management is the collection of strategies and tactics that companies use to scientifically manage the demand for their products, and involves three types of decisions: structural, e.g., which selling format and segmentation mechanisms to use; quantity-based, e.g., how to allocate output or capacity to different segments or products; and price-based, e.g., how to set posted prices, individual-offer prices, and reserve prices. In this paper, the focus is on quantity-based revenue management in the railway industry. Specifically, we describe a study carried out to assess the possible gains that a rail operator could make by applying booking limits instead of the current first-come-first-served (FCFS) policy. Five network capacity control optimization models to calculate the booking limits to apply to each OD pair and class were developed. We have worked on four deterministic models, considering the mean trip demand for each OD-pair and in one stochastic model that takes into account the probabilistic nature of demand. Finally, it is studied the application of the deterministic models to the Alfa Pendular trains of CP, the leading passenger railway company in Portugal, considering the different seasons of the year and days of the week, and the evaluation of the additional revenues that CP could expect from applying booking limits to ticket sales. The results obtained so far provide clear indications on the advantages, but also on the limitations, of the revenue management technique under assessment. }
{pt=Gestão de Receitas, modelos controlo de capacidade em redes, transportes ferroviários, modelos de otimização, en=revenue management, yield management, network models, quantity based model, rail transport, optimization model}

Julho 18, 2017, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Nuno Alexandre Baltazar de Sousa Moreira

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

António José Pais Antunes

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Professor Catedratico