Dissertação

{pt_PT=Mobilidade, localização residencial e desempenho ambiental } {} EVALUATED

{pt=A forma como as pessoas se deslocam está inequivocamente vinculada às redes e sistemas de transportes existentes. Contudo as deslocações não são apenas ditadas pela oferta de transportes, sendo que estas são também condicionadas pelas características socioeconómicas e das características especificas do local onde as pessoas se encontram. Sendo que em 2016 a Agência Europeia de Ambiente, indicou que 28% do total das emissões (GEE) foram originadas pelo sector dos transportes, depreende-se que estas características têm também impacto no desempenho ambiental da sociedade. A presente dissertação pretende observar as diferentes variáveis socioeconómicas e de usos de solo, averiguando a sua relação com os padrões de mobilidade e principalmente com o desempenho ambiental proveniente. A observação é efetuada através de uma amostra extraída da Área Metropolitana de Lisboa, proveniente do Inquérito à Mobilidade realizado pelo Instituto Nacional de Estatística em 2017. Inicialmente são feitas as caracterizações da área de estudo, amostra (ao nível das variáveis consideradas), padrões de mobilidade e desempenho ambiental. Uma vez realizadas estas caracterizações, são observadas as relações das variáveis com os padrões de mobilidade e a um nível vais detalhado com o desempenho ambiental. Como ferramenta para a compreensão das relações é utilizado um modelo de regressão linear, sendo os coeficientes obtidos determinantes para a compreensão das influências entre as diversas variáveis e o desempenho ambiental. , en=The way in which people travel is unambiguously related with the existing transportation network and existent transportation system. However, the movements are not only determined by the transportation offer, they are also conditioned by socioeconomic characteristics and the characteristics of the places in which people lead their daily routines. In 2016 the European Environment Agency indicated that 28% of total emissions (GEE) were originated by the transportation sector. This data supports the hypotheses that the socioeconomic characteristics and the characteristics of the places in which people lead their daily routines also have impact in the society environmental performance. This project intends to observe a set of socioeconomic and land use variables, by verifying their relation with the travel behaviour and mainly with the respective environment performance. The analysis is based on a sample extracted from the Lisbon Metropolitan Area, obtained from the Mobility Enquiry by the Instituto Nacional de Estatística (National Statistics Institute) in the past year of 2017. Initially is done a multiple characterization of the considered area, sample regarding the variables in study, the travel behaviour and the environmental performance. Afterwards, the project observes the relations of the variables with the travel behaviour and especially with the environmental performances. As a tool to understand the relations with the environmental performance, a linear regression model is applied, the resultant coefficients are essential to the understanding of the influences between the set of variables and the environmental performance. }
{pt=Desempenho Ambiental, Padrões de Mobilidade, Usos de Solo, Características Socioeconómicas, en=Environmental Performance, Travel Behaviour, Land Use, Socioeconomic Characteristics}

Novembro 18, 2019, 15:0

Orientação

ORIENTADOR

João António De Abreu e Silva

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado