Dissertação

{pt_PT=Museus de arte contemporânea em edifícios préexistentes: condicionalismos e arquitetura. Os casos de estudo da Punta della Dogana e da Fondazione Prada} {} EVALUATED

{pt=Esta dissertação analisa a ação de projetar um museu de arte contemporânea em edifícios preexistentes. Como tal, recorre à análise de dois casos de estudo que verificam esta realidade: a Punta della Dogana, em Veneza, um projeto de Tadao Ando, e a Fondazione Prada, em Milão, um projeto do gabinete OMA. Com a intenção de identificar os fatores e condicionalismos que afetam o processo de reconversão de edifícios preexistentes em museus de arte contemporânea realiza-se uma leitura histórica da evolução da instituição museológica e da transformação do espaço que lhe é destinado até à atualidade, dando ênfase para o período entre o século XVIII e XX, e terminando com alguns exemplos de museus projetados para espaços com anteriores funções que foram objeto de um trabalho de reconversão. Este tema é pertinente pois uma das respostas arquitetónicas atuais para o museu de arte consiste no reuso de edifícios preexistentes que apresentam estruturas de grandes dimensões, sem impedimentos espaciais, revelando características favoráveis à exposição da criação contemporânea. A análise dos dois casos de estudo traduz as principais condicionantes e limitações existentes neste tipo de trabalho, desde imposições legislativas a restrições físicas e patrimoniais. Ainda assim, as decisões dos arquitetos demonstram que é possível conciliar arquitetura contemporânea e património preexistente, respeitando a história do local e o edificado. A comparação entre os dois casos conclui que este tipo de abordagem arquitetónica para museus de arte contemporânea pode ser uma estratégia interessante em termos arquitetónicos, museológicos e curatoriais. , en=The present thesis aims to unveil the process of converting preexisting buildings into contemporary art centres and museums using two case studies regarding this approach: Punta della Dogana, in Venice, by Tadao Ando, and Fondazione Prada, in Milan, by OMA. In order to identify the factors and constraints that end up influencing the architectural process described a historical evolution of the museological institution and its correspondent morphology is carried out. This contextualisation initially gives emphasis to the period of time in between the 18th century and the 20th century and concludes with some examples of recent conversion projects. Nowadays, a current approach to designing art museums is to reuse preexisting buildings, preferably flexible structures with big dimensions, easy to adapt to the unpredictability of contemporary art’s needs. The analysis of the two case studies helps determine the main constrictions regarding this process, from legislative limitations to physical and heritage related restrictions. Nevertheless, the architects were able to come up with solutions which introduced contemporary architecture into built heritage, respecting the site’s history and creating new exhibition spaces. From the comparison between these two projects, it is clear that this kind of approach can have an interesting outcome in terms of architectural, museological and curatorial solutions. }
{pt=Arquitetura, Museologia, Reconversão, Punta della Dogana, Fondazione Prada, en=Architecture, Museology, Conversion, Punta della Dogana, Fondazione Prada}

Junho 29, 2018, 16:30

Orientação

ORIENTADOR

Bárbara dos Santos Coutinho

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Prof Auxiliar Convidado

ORIENTADOR

Fulvio Lenzo

Università Iuav di Venezia

Professor Associado