Dissertação

Human electrooculography interface EVALUATED

Muitas pessoas adquirem à nascença ou em determinado ponto das suas vidas deficiência severas a nível motor e da fala que prejudicam seriamente a sua capacidade de interagir com o mundo exterior a eles mesmos, apesar de possuirem capacidades cognitivas e sociais de outro modo perfeitamente funcionais. Em muitos destes casos a tecnologia para os ajudar está ao alcance humano mas não se encontra completamente desenvolvida ou sofre de alguma falha. Seja ela custo, design, complexidade, entre outros. Isto faz com que não seja praticável o uso generalizado destas tecnologias apesar dos muitos avanços de louvar que foram alcançados nas últimas duas décadas. A detecção do movimento ocular e do piscar de olhos através da electrooculografia permite-nos desenhar um interface homem-máquina completo e seguro envolvendo pares de eléctrodos, uma etapa de filtragem e amplificação, um conversor analógico-digital e um software de interface dedicado. O objectivo princial do trabalho apresentado nesta tese é, em última análise, a criação de um interface homem-máquina sólido de baixo custo baseado em movimento dos olhos que irá permitir a que pessoas com as dificuldades já referidas tenham acesso às ferramentas informáticas mais comumente usadas e das quais estão habitualmente privadas. Isto permitirá a um grande número de pessoas não apenas uma comunicação facilitada com aqueles mais próximos de si mas também a possibilidade de comunicar no espectro inteiro da internet e até a hipótese de realizar actividades gratificantes e productivas de um modo muito mais fácil e poderoso.
Electrooculografia, Interface Homem Máquina, Tecnologias de apoio a portadores de deficiência, Interface baseado em movimento ocular

Março 23, 2011, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Horácio João Matos Fernandes

Departamento de Física (DF)

Professor Auxiliar