Dissertação

Scalable Expansion of Human Induced Pluripotent Stem Cells (hiPSC) under Xeno-free Conditions EVALUATED

As células humanas pluripotentes induzidas (hiPSCs) constituem um instrumento promissor na investigação biomédica. Visando tirar o máximo partido do seu potencial na modelação de doenças, rastreio de fármacos e terapia celular, é indispensável a concepção de um sistema de cultura quimicamente definido para a produção em massa de hiPSCs, sob condições GMP, livre de componentes de origem animal e sem variabilidade entre produções. Neste trabalho, é proposto um sistema optimizado, livre de soro e de componentes xenogénicos, para a manutenção de hiPSCs em microcarriers cultivadas em spinner-flasks. Uma análise multifactorial foi usada para identificar as condições de operação que maximizam o índice de expansão de hiPSCs em cultura. Foi usada uma densidade de 55000 células/cm2 para a inoculação celular, após tratamento com EDTA e inibidor ROCK, em microcarriers revestidas com vitronectina e cultivadas com meio E8. Uma agitação de 44 rpm foi igualmente usada para uma correcta homogeneização do meio. Sob estas condições optimizadas foi obtido um índice de expansão de 4.4 ± 0.7 após 10-13 dias em cultura. As células geradas foram, posteriormente, caracterizadas em termos de pluripotência por imunofluorescência intracelular, aos marcadores Oct4 e Nanog, e por citometria de fluxo. As células apresentaram-se positivas em 92 ± 2% para Oct4, 97 ± 1% para Sox2 e 98 ± 1% para Nanog. O proposto sistema de cultura representa uma plataforma eficiente e económica para a expansão de hiPSCs para diversas aplicações, desde investigação biológica básica a desenvolvimento clínico.
hiPSCs, vitronectina, meio E8, microcarriers, spinner-flasks

Novembro 26, 2014, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Maria Margarida Fonseca Rodrigues Diogo

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar

CO-ORIENTADOR

Tiago Paulo Gonçalves Fernandes

IBB - Instituto Superior Técnico

Doutor