Dissertação

Non-viral engineered human mesenchymal stem/stromal cells to promote angiogenesis EVALUATED

Devido ao seu papel na formação de vasos sanguíneos, o factor de crescimento vascular endotelial (VEGF) desperta grande interesse para uso terapêutico, nomeadamente em doenças cardiovasculares (CVD). As células estaminais mesenquimais (MSC) são células multipotentes existentes em diversos tecidos, como a medula óssea (BM), o tecido adiposo e o cordão umbilical. As suas propriedades tróficas (e.g. imunomodulatórias) e de migrar para locais de lesão assim como o seu potencial de diferenciação multilinhagem tornam-nas muito promissoras para fins terapêuticos. Ainda que produzam VEGF intrinsecamente, a sobre-expressão deste gene poderia melhorar as suas capacidades terapêuticas. Assim, foram produzidos plasmídeos convencionais bem como minicírculos que codificam o gene VEGF para transfectar células da matriz do cordão umbilical (UCM) e de BM por lipofecção. As células transfectadas sofreram uma redução na viabilidade e tiveram uma baixa recuperação celular (30% no máximo). A expressão de GFP por parte das células transfectadas atingiu 12% contabilizando apenas as células viáveis, enquanto os rendimentos alcançaram no máximo 4%, 24 horas após transfecção. As células mantiveram a expressão de GFP durante uma semana, mantendo a sua multipotência e características fenotípicas. Verificou-se um aumento significativo na concentração de VEGF no sobrenadante das células transfectadas: concentrações 66 e 54 vezes mais elevadas com células de UCM e BM, respectivamente. Apesar de as células de UCM terem suportado melhor a transfecção, as células de BM atingiram maior expressão de VEGF. Em suma, este trabalho demonstrou que as MSC têm um grande potencial para o tratamento de CVD pela promoção da angiogénese.
VEGF, Células estaminais mesenquimais, Lipofecção, Plasmídeos, Minicírculos, Angiogénese.

Junho 25, 2013, 9:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Gabriel António Amaro Monteiro

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Cláudia Alexandra Martins Lobato da Silva

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar