Dissertação

Importância do Ácido Siálico na Maturação da Célula Dendrítica e na Indução da Resposta Linfocitária EVALUATED

As células dendríticas são células apresentadoras de antigénios profissionais, actuando como sentinelas do organismo. Devido ao papel importante que desempenham no controlo da imunidade, as células dendríticas têm sido estudadas para aplicação em imunoterapia, nomeadamente no desenvolvimento de vacinas. Como são sistemas complexos é ainda necessário melhorar a compreensão de vários dos seus aspectos imunobiológicos. Este estudo centra-se na importância do ácido siálico, o açúcar terminal das estruturas glicosídicas à superfície das células, nos mecanismos imunobiológicos das células dendríticas que induzem a resposta imune. Nomeadamente, na indução da maturação destas células e sua capacidade de apresentação antigénica e subsequente estimulação da resposta linfocitária T específica. Para tal foi feita a remoção do ácido siálico superficial de células dendríticas humanas derivadas de monócitos, usando neuraminidase. Foi analisado o fenótipo da células dendrítica para as moléculas de apresentação MHC-II, MHC-I e CD1c e para as moléculas co-estimulatórias CD80 e CD86, através de citometria de fluxo. Foi também avaliada a expressão dos genes das moléculas MHC-I, CD1a, CD1b, CD1c e das citocinas IL-1b, IL-6, IL-10, IL-12a, TNF-a e IFN-g por PCR em tempo real. A indução da resposta linfocitária foi analisada através da detecção da proliferação dos linfócitos T quando estimulados por células dendríticas tratadas ou não com neuraminidase. Os resultados indicam que o tratamento com neuraminidase induz um efeito pró-inflamatório que leva a um aumento da imunogenicidade das células dendríticas. Esta hipótese é apoiada pelo facto das células dendríticas tratadas apresentarem uma capacidade de apresentação antigénica e activação dos linfócitos T aumentada.
Células dendríticas, Ácido siálico, Neuraminidase, Maturação, Reacção mista leucocitária, Proliferação linfocitária

Outubro 31, 2008, 14:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Paula Videira

Departamento de Imunologia, Fac. de Ciências Médicas, Univ. Nova de Lisboa

Especialista

ORIENTADOR

Isabel Maria De Sá Correia Leite de Almeida

Departamento de Engenharia Química e Biológica (DEQB)

Professor Catedrático