Dissertação

{pt_PT=Analysis of Vertical Efficiency During Climb and Descent} {} CONFIRMED

{pt=A temática da eficiência de voo encontra-se muito associada à eficiência horizontal, na medida em que se procura usualmente optimizar o espaço aéreo de forma a fornecer a rota mais curta possível. Existem, no entanto, poucos estudos sobre eficiência vertical e a importância que esta pode ter na redução do tempo de voo e das emissões de combustível não tem sido tão relevada. Por exemplo, uma descida contínua consome menos combustível que uma com nivelamentos em altitudes intermédias. Esta redução permite às companhias reduzir custos e tempo de voo, podendo fornecer aos clientes voos mais rápidos e baratos. O primeiro estudo sobre este tema foi feito pela EUROCONTROL (European Organization for the Safety of Air Navigation), em 2008. Nele foi apresentada uma primeira abordagem sobre como fazer a análise. Mais tarde, a mesma instituição fez alguns melhoramentos ao método. Contudo, alguns aperfeiçoamentos podem ser feitos e este documento propõe algumas alterações ao mesmo, mostrando os resultados obtidos. Em primeiro lugar, é apresentado um estudo mais detalhado sobre o aeroporto de Lisboa. De seguida, é feito um enquadramento deste no panorama Europeu, através de uma comparação com outros aeroportos movimentados. Também se procura verificar quais são os mais e menos eficientes, tendo em conta o número de voos neles que partem/aterram. Esse estudo encontra-se em três partes: a primeira é sobre os indicadores de eficiência vertical, explicados neste documento; a segunda mostra a distribuição dos nivelamentos nas várias altitudes; por último, é estimado o impacto destas ineficiências., en=The topic of flight efficiency is very often associated with horizontal efficiency. That is, it is wanted to optimize airspace in order to provide the shortest route possible. However, there are few studies about vertical flight efficiency and the importance it can have in the reduction of flight time and fuel emissions is not that praised. For example, a continuous descent spends less fuel than another with level-offs at intermediate altitudes. This reduction allows airliners to save money and time, which turns possible for them to offer clients cheaper and faster flights. The first study about this topic was done by EUROCONTROL in 2008. There, the first approach to it was presented. Afterwards, some improvements were done by the same institution. However, it may not be the best method and this document proposes some modifications, showing the correspondent results. First, a detailed research about Lisbon's airport is presented. Then, it is analysed its context in the European Panorama, through a comparison with other busy airports. It is also intended to verify which are the most and less efficient, considering the number of flights which depart/arrive that airport. This study consists in three parts: the first one is about vertical flight efficiency indicators, explained in this document; the second shows level segments' distribution in altitude, while the third one estimates the impact of these inefficiencies. }
{pt=Eficiência Vertical, Segmentos Nivelados, CCO, CDO, Altitude, en=Vertical Efficiency, Level Segments, CCO, CDO, Altitude}

Novembro 30, 2017, 8:30

Orientação

ORIENTADOR

Pedro Da Graça Tavares Álvares Serrão

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Jesús Conde