Dissertação

Metodologias para apoio ao planeamento estratégico de recursos humanos no setor da saúde EVALUATED

O planeamento estratégico de recursos humanos na saúde (RHS) é um problema complexo, com múltiplos objetivos e uma variedade de condicionantes. Trata-se de determinar o número adequado de profissionais, com as competências certas, no lugar e à hora certa. Para responder a este desafio, é necessário um fornecimento contínuo de recursos humanos especializados. Esta tese tem como objetivo o desenvolvimento de métodos genéricos de apoio ao planeamento estratégico da formação de RHS que determinam o número ótimo de médicos a formar, e aplica-os ao contexto português. Dois modelos de programação matemática alternativos determinísticos, multi-período e mono-objetivo são propostos para definir o número ótimo de alunos a admitir no curso de medicina, e o número ótimo de vagas a abrir em cada uma das 42 especialidades médicas. Ambos minimizam o gap entre a oferta e a procura de médicos ao longo do período de planeamento. No entanto, apesar de ambos os modelos propostos serem mono-objetivo, as funções objetivo consideradas encapsulam múltiplos objetivos que refletem as preocupações de diferentes stakeholders. É realizada uma análise de sensibilidade para explorar o impacto de diferentes fontes de incerteza. Os resultados mostram que é necessário reajustar o número de vagas a abrir em cada especialidade médica. Verifica-se também que as fontes de incerteza têm um impacto significativo no planeamento, sendo necessária a extensão dos modelos determinísticos à formulação estocástica.
Apoio à decisão, otimização, planeamento estratégico, planeamento de recursos humanos na saúde, formação, Portugal.

Novembro 29, 2016, 16:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Paulo Jorge de Morais Zamith Nicola

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Especialista

ORIENTADOR

Teresa Sofia Sardinha Cardoso de Gomes Grilo

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Prof Auxiliar Convidado