Margarida Boavida Ferreira, ex-aluna, 24 anos, Galp Energia

A Engenharia do Ambiente do IST é um curso de engenharia transversal e versátil, concedendo competências e valências em muitos dos vectores científicos representados nas empresas e mercados actuais. Considero este curso desafiante e a sua multidisciplinaridade confere-lhe um interesse que não encontro noutros, permitindo aos alunos irem identificando as suas preferências num universo de aplicações que vai para além de uma gestão ambiental clássica e estanque. Ano após ano, fui encontrando novos pontos de interesse e fui abrindo as minhas perspectivas. Para mim, o percurso foi dinâmico e enriquecedor, e encontro-me hoje a trabalhar na área de ambiente da Galp Energia, lidando com desafios para os quais o IST me preparou, numa perspectiva didáctica e em termos de conteúdos de aprendizagem, mas também por via da capacidade de adaptação, trabalho e gestão de tempo a que os anos que lá passamos nos obrigam. Tem vindo a ocorrer uma efectiva mudança de paradigma, com uma Europa muito virada para os actuais desafios ambientais, com as consequentes repercussões nas empresas e em diversos sectores de actividade. Não obstante, o mercado é também muito competitivo e as empresas procuram profissionais versáteis e com fortes valências e capacidade de adaptação, características que não são descuradas e que devem construir-se ao longo do curso, com empenho, energia e convicção. Escolhi o curso à medida do meu perfil, e o meu trabalho permite-me comunicar e interagir, remetendo-me para ambientes que muitas vezes estão fora das quatro paredes do meu escritório.


Ricardo Teixeira, ex-aluno, 26 anos, aluno de doutoramento

Recordo-me de uma ocasião na qual representei o curso de Engenharia do Ambiente do IST na Fórum Estudante, decorrida na FIL. Fui incumbido da tarefa de conversar com alunos do ensino secundário, tentando mostrar-lhes que uma boa possibilidade para o seu futuro seria este curso. Houve um aluno do 10º ano que se mostrou particularmente interessado, mas que confessou não ser sua intenção frequentá-lo, porque, como disse, "ambiente é... tudo". E, de facto, ele tem razão: ambiente é tudo. Mas não num sentido pejorativo, de algo cuja abrangência é tão vasta que é difícil definir objectivamente do que trata. O curso de Engenharia do Ambiente fornece todas as ferramentas para um entendimento completo de vários domínios do conhecimento, das ciências naturais às ciências sociais. Mais do que isto, fornece a capacidade para que os alunos possam dominar qualquer tema científico com facilidade. Mesmo tratando-se de um curso multidisciplinar, não é um mero curso generalista. Então, eu escolhi Engenharia do Ambiente pela mesma razão que o aluno não queria escolher - porque nenhum outro curso me dava garantias de adquirir a capacidade de me mover entre áreas distintas do conhecimento. Num mercado de trabalho onde é cada vez exigido uma maior flexibilidade aos trabalhadores, esta possibilidade é uma grande vantagem competitiva. E, explicado isto, a verdade é que consegui daquele aluno pelo menos uma promessa de considerar Ambiente como uma possibilidade de futuro.


João Espiga Machado, 2º ano Mestrado, 23 anos

O curso de Engenharia do Ambiente foi, sem dúvida, a escolha acertada para mim em grande medida graças à sua multidisciplinaridade. No decurso dos anos que o frequentei fui confrontado com múltiplas áreas científicas do ensino superior o que resulta numa formação transversal e em capacidades multifacetadas que se exigem de um Engenheiro do Ambiente, ou seja, alguém capaz de identificar, entender e apresentar a melhor solução viável para problemas ambientais complexos. Nesta perspectiva, esta Escola proporcionou-me sem dúvida os melhores recursos possíveis a nível nacional e agora, no término do curso, sei que se voltasse atrás no tempo, faria novamente esta escolha mas com maior certeza de ser a escolha certa.


Nuno Rodrigues, 2º ano Mestrado, 25 anos

Estou a chegar ao fim da minha formação em Engenharia do Ambiente no IST e ao olhar para trás fico feliz por ter tomado as decisões que me trouxeram aqui. Passei por inúmeras experiências enriquecedoras, aprendi de tudo. Hoje estou a terminar a minha tese de mestrado e pretendo fazer o doutoramento na mesma área, coisa que à partida nunca me passaria pela cabeça. Considero que a formação prestada ao longo destes anos foi muito satisfatória, aliada à constante actualização dos conhecimentos nas cadeiras. O IST e o curso de Engenharia do Ambiente permitiram-me estar hoje a fazer o que eu quero, participando em projectos inovadores, no meu caso na área de ambiente e agricultura, que permitem um contacto constante com o mercado de trabalho e parcerias com empresas multinacionais com interesse na área. Chego hoje quase ao fim de esta etapa, considerando que fiz as escolhas correctas e que frequentei um curso muito abrangente que me forneceu conhecimentos e experiências que me permitem ter qualificações para realizar os mais diversos trabalhos.


Tatiana Valada, ex-aluna, 24 anos, aluna de doutoramento

Entrei para o curso que queria, na faculdade que queria. Foram 5 anos cheios de desafios, companheirismo, aprendizagem, vitórias e desilusões (menos que as vitórias). Bem, na verdade, gostei tanto disto que agora estou a tirar Doutoramento em Engenharia do Ambiente pelo Instituto Superior Técnico.

Cátia Rosas, ex-aluna, CONFAGRI

Recordando os tempos da licenciatura em engenharia do ambiente no IST, reconheço as ferramentas valiosas que recebi: não falo apenas do conhecimento e do raciocínio estimulados, mas principalmente a interacção riquíssima com os Professores, sempre disponíveis e solícitos, a cooperação com os colegas, de quem guardo algumas boas amizades e bons contactos, e a qualidade dos recursos disponibilizados pelo IST (salas de estudo, salas de computadores, bibliotecas). Tive Professores excepcionais que, mesmo findo o curso, me têm esclarecido sobre questões profissionais e alguns com quem tenho tido o grato prazer de colaborar em certas ocasiões. Tudo isto foram factores por excelência que contribuíram para o meu sucesso ao longo do Curso e o meu crescimento em termos profissionais. O meu muito obrigada.

Cecília Simões, ex-aluna, 24 anos, Agência Portuguesa do Ambiente

Terminei o curso de Engenharia do Ambiente no IST no passado ano lectivo, 2006/2007, e estou actualmente a trabalhar numa das diversas áreas que podem ser exploradas pelos Engenheiros do Ambiente. A experiência que tenho tido, dentro e fora do IST, reforça a opinião inicial que tinha acerca do curso, quando decidi escolhê-lo. As bases de engenharia que nos são incutidas constituem sólidas referências e permitem-nos ter uma visão ampla das áreas de conhecimento ao nosso alcance. Adicionalmente, o carácter transversal do curso possibilita o desenvolvimento de múltiplas competências e, sobretudo, uma visão abrangente, conciliadora e equilibrada, que se revelam características essenciais nos Engenheiros do Ambiente. Considero que, com este curso, temos as ferramentas necessárias para explorar e integrar qualquer área de trabalho, basta cultivar o interesse e assumir uma perspectiva de aprendizagem constante!

Ana Catarina Henriques, 2º ano Mestrado

Trata-se de um curso bastante abrangente, na medida em que são leccionadas disciplinas que abrangem variadíssimas áreas científicas. Estou bastante satisfeita com a minha escolha uma vez que numa área como esta, em que ainda há tanto por fazer, sinto que me foram abertos variadíssimos horizontes. O companheirismo verificado ao longo de todo o curso foi, sem dúvida alguma, uma mais-valia para o cumprimento dos meus objectivos.