Dissertação

{en_GB=Exploring health stakeholders' views about the prioritization of patients for the operating theatre} {} EVALUATED

{pt=A distribuição de recursos em cuidados de saúde pode implicar a negação de serviços médicos potencialmente benéficos a doentes, definido como racionamento. Uma estratégia de racionamento são as listas de espera para cirurgia eletiva, mas existe bastante discussão acerca dos critérios a ser utilizados para definir a prioridade dos pacientes. Tradicionalmente, os cirurgiões têm sido responsáveis pela atribuição de prioridade, o que levanta questões de equidade relativamente às necessidades dos pacientes. Pedidos para um processo mais explícito, em que os critérios são utilizados uniformemente, têm sido frequentes. Esta dissertação visa explorar e modelar as opiniões dos intervenientes nos cuidados de saúde relativamente a que critérios devem ser considerados na priorização de pacientes no SNS. Foi realizada uma revisão bibliográfica com o objectivo de recolher os critérios já sugeridos para o cálculo da prioridade. Posteriormente, a elicitação dos pontos de vista dos cirurgiões foi realizada através de seis entrevistas semi-estruturadas. Estes passos metodológicas foram seguidos por um novo protocolo baseado em julgamentos não numéricos, através da abordagem MACBETH. Os resultados mostraram que os potenciais critérios considerados relevantes foram: Severidade da Doença, Sintomas Principais, Incapacidade Funcional, Probabilidade e grau de melhoria da HRQoL, Probabilidade e grau de melhoria da severidade da doença, Limitações à capacidade de cuidar de dependentes, Estilo de Vida, Limitação à capacidade de trabalhar, estudar ou procurar emprego, Tempo de Espera e Medicina Baseada em Evidência. Os resultados das entrevistas também mostraram que os peritos apenas fazem uso dos critérios presentes na Legislação implicitamente. , en=The distribution of rhealthcare esources may imply strategies which will deny potentially beneficial services to patients, known as rationing. One widely-implemented strategy of rationing are waiting lists for elective surgery. Traditionally, surgeons are responsible for patient prioritisation in SNS, which may bring issues of fairness regarding patient's needs. Demands for a more explicit process, where the criteria are used uniformly in a transparent process, have been increasingly frequent. The work developed in this Master's thesis aims at exploring and modelling health stakeholders' views regarding which dimensions should be considered in the prioritisation of patients in waiting lists. A literature review was carried out with the goal of collecting the criteria suggested for priority setting of patients. Afterwards, the elicitation of the views of surgeons working in SNS about potential criteria was carried out through six semi-structured interviews. These methodological techniques were designed to be followed by a new protocol based on non-numeric judgements to compute the weights of each criteria in an overall prioritisation score, the MACBETH approach. The results showed that the potential criteria which were deemed relevant for use in a PPT were: Severity of Disease, Main Symptoms, Functional Impairment, Probability and degree of improvement of HRQoL, Probability and degree of improvement of severity of disease, Limitation to care for one’s dependents, Lifestyle, Limitation in the ability to work, study or seek employment, Waiting Time and Evidence-Based Medicine. The results of the interviews also showed that experts only make use of the criteria defined in Legislation implicitly.}
{pt=Priorização, Listas de espera, Cirurgia eletiva, MACBETH, en=Patient prioritisation, Waiting lists, Elective surgery, MACBETH}

Janeiro 20, 2021, 12:0

Orientação

ORIENTADOR

Klára Dimitrovová

Departamento Eng.e Gestão - Instituto Superior Técnico

Doutora

ORIENTADOR

Mónica Duarte Correia de Oliveira

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado