Dissertação

{en_GB=MAPPING THE TONOTOPY IN THE MICE BRAIN AT UHF MRI: Design and application of an auditory stimulation setup for functional studies} {} EVALUATED

{pt=Contexto: O sistema auditivo de roedores tem sido um tema de investigação muito popular com vários estudos electrofisiológicos focados na sua complexidade, estrutura fina e adaptabilidade. Mais recentemente, alguns estudos em estimulação auditiva em ressonância magnetica funcional em ratos têm vindo á superfície. Estes estudos esperavam revelar as particulariedades do sistema auditivo ao terem um maior campo de visão que as técnicas previamente utilizadas. Em modelos de ratinho, menos estudos têm sido feitos com recurso à ressonância magnética funcional e uma caracterização da resposta auditiva em tempo real não é todavia uma realidade. Método novo: Foi criado e validado um sistema de estimulação auditiva capaz de emitir sons até 65 kHz directamente a um ratinho durante um exame de ressonância magnética funcional. Resultados: O sistema de estimulação auditivo provou ser altamente confiável para produzir tons puros de alta qualidade a ratinhos anestesiados numa máquina de ressonância magnética apesar de algumas limitações. Foram traçados mapas de tonotopia para frequências baixas (5,12 e 20 kHz) e para frequeências ultrasónicas (35-39 kHz). Foram também análises específicas do sinal em regiões especialmente localizadas para provar a validade dos mapas observados. Comparação com métodos existentes: Existiam estudos de função auditiva com recurso á ressonância magnética funcional mas não no modelo de ratinho. Conclusão: O sistema pode ser usado para estudar a função auditiva em ratinho, podendo trazer á luz descobertas em seres humanos, en=Background: The rodent auditory system has been a popular research subject for electrophysiological studies for its complexity, fine tuning and adaptability. Also, and more recently, some studies on auditory Functional Magnetic Resonance Imaging (fMRI) in rats have surfaced, hoping to unravel the intricacies of this system by relying on its larger field of view (FOV). In mice models, fewer studies have been made using MRI, and a real-time characterization of the auditory response on a global scale is yet to be made New method: An auditory stimulation system, capable to delivering sounds up to 65 kHz directly to a mouse undergoing a MRI scan was created and validated with two studies. Results: The auditory stimulation system proved highly reliable for providing high quality pure tones to anesthetized mice in a MR scanner albeit some limitations. Tonotopy maps were computed for low frequency signals (5,12 and 20 kHz) as well as for ultrasonic frequencies (35-39 kHz) and ROI analysis for low frequencies confirmed the validity of the mapping obtained. Comparison with existing method(s): fMRI using auditory stimulation had been performed previously, but not in a mouse model Conclusion: The system can be used to study auditory function in mice, hoping to shed some light on this system in humans}
{pt=fMRI, Estimulação Auditiva, Tonotopia, en=fMRI, Auditory Stimulation, Tonotopy}

Novembro 11, 2016, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Patrícia Margarida Piedade Figueiredo

Departamento de Bioengenharia (DBE)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Noam Shemesh

Fundação Champalimaud

Doutor