Breve Introdução

O Curso de Mestrado Engenharia Química é coordenado pelo Departamento Engenharia Química do IST.


Recebe para o seu 1º. ano de estudos habitualmente 80 alunos através do concurso nacional. Sendo um Mestrado Integrado (cinco anos) que é reconhecido pela A3ES e pela Ordem dos Engenheiros através do selo EURACE, possibilita a mobilidade no final do primeiro ciclo de estudos.Torna-se, assim, também  possível receber alunos de outras escolas para frequentarem o 2º. Ciclo (4º. e 5º. ano do Mestrado Integrado) onde terão a oportunidade de obter connhecimento complementar ao primeiro ciclo de estudos, incluindo o Projecto de Processos Químicos e o desenvolvimento da Dissertação de Mestrado.


Os alunos que frequentam este mestrado integrado podem consultar as diferentes pastas desta página para obterem informação adicional,  mas chama-se uma particular atenção à pasta de Anúncios onde informações gerais correntes podem ser encontradas.

Objectivos

A Engenharia Química é uma engenharia que combina conhecimentos de Química, de Física, de Matemática e de Ciências de Engenharia para investigar, conceber, projectar e operar sistemas de transformação de matérias químicas em produtos finais, através de processos químicos, físicos e biológicos, enquadrados por constrangimentos de natureza económica, social, ética e ambiental. Como actividade profissional encontra-se regulamentada pela Ordem dos Engenheiros, a qual exige um modelo de formação baseado em 10 semestres curriculares de trabalho.

São objectivos centrais do ciclo de estudos Integrado conducente ao grau de Mestre em Engenharia Química, os seguintes:

  • Oferecer uma formação sólida, de espectro largo e actualizada que prepara os estudantes para posições de liderança numa carreira em Engenharia Química ou em áreas afins, dotando-os de capacidade autónoma de aprendizagem, bem como de espírito crítico, flexível e criativo, aptos em suma a adaptar-se num universo tecnológico em acelerado desenvolvimento.
  • Prover a formação académica necessária para a subsequente atribuição do título profissional de Engenheiro, conferido pela Ordem dos Engenheiros.
  • Oferecer uma abordagem inter- e transdisciplinar entre Unidades Curriculares de base de química, física e matemática, as ciências da engenharia, e as engenharias de processo e de produto, a gestão, os materiais e o controlo de poluição.
  • Formar recursos humanos com uma sólida preparação ao nível dos princípios e métodos fundamentais de Engenharia Química e com uma visão clara da integração destes conhecimentos nas suas diversas áreas de aplicação, nomeadamente indústria, ambiente e serviços.
  • Sintetizar a convergência unificadora das diversas Tecnologias actualmente relacionadas com a Química e Engenharia Química e que contribuirá para o desenvolvimento e inovação nos domínios avançados da Engenharia Química.
  • Oferecer um conjunto de "Minors" com o intuito de garantir a formação em áreas chave da intervenção dos Engenheiros Químicos, quer em aplicações tradicionais, quer novas áreas emergentes. Haverá ainda um cuidado em assegurar a ligação destas áreas às novas oportunidades, tanto a nível Nacional como Internacional, como sejam a abertura de novas unidades de indústria química.

Saídas Profissionais

Os Engenheiros Químicos têm grande facilidade em integrar-se no mercado de trabalho nacional e internacional, uma vez que as entidades empregadoras apostam em  formação superior de espectro largo com qualidades de adaptação às mais diversas funções demonstradas ao longo dos tempos pelos seus profissionais da área.

As saídas profissionais dos Engenheiros Químicos são muito diversas  podendo ser destacadas as seguintes:

  • Indústria Química e Petroquímica
  • Indústria Farmacêutica
  • Indústria Agro-Alimentar
  • Indústria do Ambiente
  • Indústria Têxtil
  • Consultadoria
  • Investigação & Desenvolvimento Processos e Produtos
  • Ensino
  • Comércio e Serviços

Regime de Funcionamento

O Mestrado Integrado em Engenharia Química (MEQ) funciona em regime semestral, com um número médio de 6 unidades curriculares por semestre e uma duração total de 10 semestres. É constituído por unidades curriculares (UC's)  de Ciências Básicas, Ciências de Engenharia, Ciências da Especialidade, Competências Transversais e por uma Dissertação de Mestrado com características integradoras e/ou de investigação, a ser elaborada durante o últimos semestre. O MEQ possui um tronco comum constituído por 50 unidades curriculares que se estendem ao longo dos primeiros 9 semestres, incluindo três UC's opcionais  obtidas a partir de 6  possiveis áreas de especialização  ( Minors) : 

  • Ambiente e Energia
  • Engenharia de Processos e Sistemas; 
  • Catálise, Petroquímica e Polímeros; 
  • Engenharia Alimentar
  • Gestão Industrial
  • Materiais e Nanotecnologias.
A conclusão do 1º ciclo  de 180 ECTS, que  habitualmente corresponde aos primeiros 6 semestres curriculares, não é habilitante para o exercício da profissão de engenheiro, não sendo por isso reconhecido pela Ordem dos Engenheiros. No entanto, o título de mobilidade adquirido no final do 1º. ciclo de estudos comprova apenas uma sólida formação em ciências básicas e em ciências de engenharia quimica e destina-se essencialmente a facilitar a mobilidade dos alunos no espaço Europeu de ensino superior.

Coordenadores

2017/2018
Henrique Anibal Santos de Matos
henrimatos@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.