Breve Introdução

Historial

A exploração e produção de hidrocarbonetos, em particular o petróleo e o gás, tem vivido nas últimas duas décadas profundas transformações estruturais, derivadas fundamentalmente à crescente procura, particularmente de países emergentes. Com efeito, há duas realidades que caracterizam a exploração e produção de hidrocarbonetos na atualidade: as novas descobertas de reservatórios naturais são cada vez mais complexas geologicamente e, do ponto de vista tecnológico, de mais difícil acesso e apropriação. Esta realidade induziu uma crescente procura, por parte das operadoras, de soluções tecnológicas inovadoras e de técnicos qualificados. O Mestrado em Engenharia de Petróleos nasceu em 2012 como resposta a esta necessidade.

Objectivos

O objectivo do curso de Mestrado em Engenharia de Petróleos é oferecer uma formação na área de "upstream" de exploração e produção de hidrocarbonetos em dois grandes blocos:

Conceitos básicos e introdutórios da Engenharia dos Petróleos

Tratam-se de conhecimentos de geologia e geofísica de reservatórios, das áreas tecnológicas do "upstream" desde a pesquisa, prospeção sísmica, furação e exploração, até às noções básicas das operações "downstream", com particular ênfase na refinação.

Conceitos especializados da Engenharia dos Petróleos

Tratam-se de conhecimentos relacionados com a caracterização dos reservatórios com vista à sua gestão: interpretação e modelização geofísica, caracterização de reservatórios com integração de diferente tipo de informação para a caracterização do risco em todas as fases da exploração até à engenharia de reservatórios para a gestão e otimização da produção.


Com o objectivo de promover a ligação fulcral entre os alunos, a indústria e a academia, são convidados peritos nas mais diversas áreas da Engenharia de Petróleos no âmbito da cadeira de Seminários de Engenharia de Petróleos.




PARCERIAS

No âmbito deste mestrado, o IST firmou parcerias com diversas universidades estrangeiras para a mobilidade dos alunos, tais como:

  • Universidade de São Paulo (USP), Brasil
  • Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil
  • Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Brasil
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Brasil
  • Heriot-Watt University, Edimburgo. Reino Unido
  • Universidade do Wyoming, EUA
  • Universidade de Clausthal, Alemanha
  • Universidade de Freiberg, Alemanha
Como parte integrante do curso, os alunos podem realizar um estágio que poderá ser tanto em ambiente académico como empresarial. Nos últimos anos os estágios têm-se dividido entre trabalhos de investigação em instituições e empresas como Partex Oil&Gas, Galp Energia, Cepsa, Subsea7, GeoLog, entre outras.

Destinatários

A Engenharia de Petróleos é uma área multidisciplinar por excelência. O curso destina-se por isso tanto a recém-licenciados como a profissionais de áreas relacionadas com Engenharia de Petróleos, nomeadamente candidatos com o primeiro ciclo de Bolonha - licenciados de ramos de Engenharia ou geociências - com boa formação em matemática e física.

Saídas Profissionais

As saídas profissionais para este curso são muito diversificadas, estando os formados habilitados para desenvolver actividades em áreas de "upstream", em que os principais empregadores serão a indústria de Petróleo & Gas.

  • Engenharia de reservatórios
  • Engenharia de Petróleos
  • Modelização de reservatórios petrolíferos
  • Prospecção geofísica de hidrocarbonetos
  • Prospecção sísmica
  • Engenharia de reservatórios
  • Furação
  • Refinação

Regime de Funcionamento

O curso tem a duração de 4 semestres e funciona em horário laboral. 

Todo o curso é leccionado em inglês.

Propinas

Para o ano letivo de 2015-2016 a propina para os cursos de 2º ciclo (Mestrados ou Mestrados Integrados) foi fixada em 1063,47 euros. 

Se o candidato for um cidadão fora da UE, o valor da propina anual que se aplica a Licenciaturas, Mestrados Integrados e Mestrados é de 7000,00 euros.

Coordenadores

2017/2018
Maria João Correia Colunas Pereira
maria.pereira@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.