Dissertação

O Telemóvel como Bilhete Electrónico EVALUATED

Actualmente a utilização do telemóvel tornou-se numa prática corrente na nossa sociedade. Falar ao telemóvel, aceder à internet, trocar mensagens de texto são gestos que integram o nosso quotidiano independentemente da idade ou formação. Estão a ser desenvolvidas novas tecnologias que permitam que o telemóvel sirva para compra de bilhetes directamente em cartazes, levantamentos, pagamentos, substituição dos cartões bancários, substituição de cartões de fidelização e acesso a espectáculos com múltiplos bilhetes incorporados. O novo leque de funcionalidades é garantido por uma nova tecnologia denominada por NFC (Near Field Communications). Esta tecnologia assenta fundamentalmente na incorporação de um chip RFID (13.56 Mhz) nos telemóveis, onde para além de servirem como tag passiva (emulando os actuais Smart Card sem contacto), asseguram capacidades de leitura e escrita com elevados níveis de segurança, equivalente aos cartões bancários. Este trabalho foca a utilização desta nova tecnologia no campo da bilhética, onde são identificadas várias fases do processo, desde o inicio de vida de um bilhete caracterizado pelo processo de aquisição, até ao seu fim no processo de utilização do mesmo. A solução aqui apresentada permite que os bilhetes sejam integrados em suportes já utilizados, não sendo necessário a aquisição nem o transporte de um dispositivo extra ou qualquer outro suporte bilhete. Nesta solução são também fornecidos elevados meios de segurança, para o aumento da fiabilidade de soluções de bilhética móveis.
Near Field Communications, bilhética, Mobilidade, Comunicações Móveis, Controlo de Acesso, Contactless Smart Card, Telefone Móvel

Maio 25, 2009, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Paulo Jorge Pires Ferreira

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado