Dissertação

Modelação em CMMN do processo da gestão do risco EVALUATED

A gestão do risco é uma atividade em desenvolvimento. A ocorrência de diversos eventos mundiais relativamente recentes, como por exemplo a crise financeira de 2008, tornaram esta atividade num dos principais aspetos a ter em conta nas organizações. Como tal, esta tem assumido cada vez mais um papel crucial na gestão das organizações. Sendo bastante vantajosa para as organizações, estas desenvolvem e implementam estratégias de gestão do risco corporativo que melhor se adequem ao seu modelo de negócio e que lhes traga os melhores benefícios. As estratégias de gestão do risco corporativo baseiam-se na implementação de um processo de gestão do risco e de estruturas que o suportem. Em conjunto, este processo e as referidas estruturas formam uma estrutura . A norma ISO 31000 é neste momento a principal referência para estruturas de gestão do risco, propondo os princípios e diretrizes gerais para gestão do risco, independente do seu contexto. A mais recente revisão da norma (versão de 2018 [1]) retrata o processo da gestão do risco como um processo iterativo em vez de sequencial. Para o efeito foi explorado para este fim o potencial e limitações da linguagem de modelação conceptual Case Management Model and Notation (CMMN) para a elaboração de diagramas, e da notação Decison Model and Notation (DMN) para modelar decisões de risco. O caso de estudo é a estrutura de gestão do risco corporativo da INCM, com foco no processo aí definido.
Risco, gestão do risco, gestão do risco corporativo, CMMN, DMN, INCM

Maio 30, 2019, 16:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

José Luís Brinquete Borbinha

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado