Dissertação

Access to Space using Airbreathing Technologies EVALUATED

Este trabalho explora o potencial da utilização de sistemas de propulsão a jacto no acesso espacial. Este tipo de propulsão poderá baixar o custo por quilograma de carga para órbitas baixas. Uma vez que utiliza o ar presente na atmosfera de modo a gerar força propulsiva, não necessita de carregar oxidante para essa secção da viagem. Esta tecnologia há mais de 6 décadas que tem vindo a ser utilizada por várias e diferentes entidades ao longo do globo, a experiência e dados acumulados sobre estes sistemas em muito que ultrapassa aquela de qualquer sistema foguete, oferecendo por isso menor custo e tempo de manutenção. Estas são as vantagens chave no uso deste tipo de sistemas em empreendimentos espaciais. A viabilidade e limitações da aplicação de uma unidade recuperável de propulsão a jacto para um lançador, juntamente com um foguete convencional (possivelmente) não-recuperável, é analisada com o objetivo de determinar se este tipo de projeto poderia lançar uma massa de classe pequena-nano (100kg) para uma órbita circular de 500 km de altitude, e se poderia realmente competir com sistemas de lançadores utilizados actualmente no que toca a riscos e custos de lançamento.
Reutilização, Foguete, Propulsão, Jacto, Órbita baixa

Novembro 18, 2016, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Eduardo De Barros Teixeira Borges

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Associado

ORIENTADOR

Paulo Jorge Soares Gil

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar