Disciplina

Área

Área Científica de Arquitectura e Sistemas Operativos > Aplicações e Serviços em Redes

Activa nos planos curriculares

MEIC-A 2021 > MEIC-A 2021 > 2º Ciclo > Area Principal > Agrupamentos > Sistemas Ciberfísicos > Ambientes Inteligentes

MEIC-T 2021 > Meic-T 2021 > 2º Ciclo > Agrupamentos > Sistemas Ciberfísicos > Ambientes Inteligentes

MEIC-T 2015 > MEIC-T 2015 > 2º Ciclo > Agrupamentos > Sistemas Computacionais > Ambientes Inteligentes

MEIC-A 2015 > MEIC-A 2015 > 2º Ciclo > Agrupamentos > Sistemas Computacionais > Ambientes Inteligentes

MEGE > MEGE > 2º Ciclo > Formação Livre > Ambientes Inteligentes

MEIC-T 2006 > MEIC-T 2006 > 2º Ciclo > Áreas de Especialização Complementares > Sistemas Embebidos > Ambientes Inteligentes

MEIC-A 2006 > MEIC-A 2006 > 2º Ciclo > Área de Especialização Complementar > Sistemas Embebidos > Ambientes Inteligentes

Nível

A avaliação da disciplina consta de uma componente teórica e uma componente de projecto. Os pesos das diferentes componentes na avaliação são: parte teórica – 50%, projecto – 50%. A componente teórica é realizada através de testes, com pesos idênticos. O projecto é realizado em laboratório ao longo do semestre.

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

3.0 h/semana

1.5 h/semana

147.0 h/semestre

Objectivos

Dar uma visão abrangente e integrada dos conceitos e plataformas tecnólogicas legados e emergentes, baseadas nas tecnologias da informação e comunicação (TIC), utilizadas na monitorização, controlo e interacção com o meio envolvente, tomando como referências grandes domínios consensualmente considerados relevantes e com elevado potencial de integração e renovação tecnológicas: Cidades Inteligentes e Mobilidade (Smart Cities), Edifícios Inteligentes, Indústria, Logística e Distribuição, Vida Assistida.

Programa

1. Introdução: O que são Ambientes Inteligentes. Dos ambientes evoluídos actuais para os ambientes inteligentes: smart cities, saúde e vida assistida, smart dust. Componentes e tecnologias dos ambientes inteligentes: sensores e actuadores. Tratamento da informação dos sensores. Computação embebida. 2. Detecção, classificação e identificação no contexto dos ambientes inteligentes. Tecnologias de detecção e identificação transversais para objectos e humanos: tagging (visual e por rádio-frequência), reconhecimento de imagem. Localização de objectos e humanos. 3. Edifícios inteligentes: Automação de habitações vs. instalações para serviços. Tipos de requisitos: conforto, energia, segurança. Monitorização e controlo do ambiente em edifícios: tipos de sensores e actuadores. a. Plataformas de automação legadas: X10, KNX, LonWorks. Plataformas baseadas em standards IP: Building Automation and Control Network (BACnet), Open Building Information Exchange (oBIX). Plataformas integradas: Apple iHome. b. Gestão de instalações (facility management): ambiente, energia, segurança (safety and security). Smart Grid. 4. Cidades inteligentes (Smart cities): Características do ambiente urbano – serviços, mobilidade / acessibilidades, ambiente, energia. a. Sistemas inteligentes de mobilidade: Modos de transporte públicos, requisitos de acesso aos serviços (identificação, bilhética electrónica), tipos de serviços – regulares vs flexíveis (à medida). b. Sistemas inteligentes de transportes (ITS – Intelligent Transportation Systems): Plataformas tecnológicas legadas – detecção, classificação e identificação de veículos, gestão de tráfego. c. Padrões de mobilidade: captura (explícita, implícita e crowd-sourced). d. Arquitectura dos sistemas computacionais num veículo: segmentação funcional de sistemas de condução, segurança e conforto; automotive buses. Plataformas de integração aplicacional (EBSF). e. Veículos autónomos e interligados (connected): interacção entre veículos (V2V) e com a estrada (V2I – vehicle to infrastructure); comunicações veiculares; modelo de dados para interoperação SAE J2735. 5. Indústria e Logística: ambientes da produção e da cadeia de distribuição de bens. A fábrica reactiva e reconfigurável (Indústria 4.0). 6. Gestão da cadeia de distribuição a. Identificação de produtos - código de barras e electrónicos (tags) – e de unidades agregadoras; arquitectura global EPC (Electronic Product Code). b. Infraestruturas da cadeia de distruição: armazens inteligentes, lojas inteligentes, gestão da distribuição e transportes de bens. c. Internet of Things (IoT). 7. Vida Assistida: Biossensores e wearables; vestuário e têxteis inteligentes. Monitorização de sinais vitais e suporte de vida. Assistência remota a grupos de risco (forças de segurança, idosos, deficientes). 8. Outros domínios aplicacionais: monitorização de estruturas, materiais inteligentes; monitorização de recursos naturais e ambiental; agricultura inteligente.

Metodologia de avaliação

A avaliação da disciplina consta de uma componente teórica e uma componente de projecto. Os pesos das diferentes componentes na avaliação são: parte teórica – 50%, projecto – 50%. A componente teórica é realizada através de testes, com pesos idênticos. O projecto é realizado em laboratório ao longo do semestre.

Bibliografia

Principal

Ambient Intelligence

W. Weber, J. Rabaey, E. Aarts

2005

Springer


Secundária

Intelligent Transportation Systems

A. Beresford, J. Bacon

2006

Pervasive Computing, vol. 5, nº 4, pp. 63-67. IEEE, Oct.-Dec.


Sensor and Network Technology for Intelligent Transportation Systems

G. Tewolde

2012

IEEE Int. Conf. on Electro/Information Technology (EIT), pp. 1-7. Indianapolis, USA, May 6-8