Dissertação

Estudo do comportamento sísmico de um edifício "Gaioleiro" EVALUATED

A presente dissertação assenta no estudo sísmico de uma tipologia de edifícios frequentemente encontrada no centro de Lisboa, denominados por “Gaioleiros”. As vulnerabilidades estruturais a nível sísmico, características deste tipo de edifícios, revelam-se uma das principais deficiências que comprometem a segurança da estrutura. Para isso, os regulamentos atuais sugerem análises exigentes e, por vezes, complexas, de modo a verificar a segurança. Frequentemente, este tipo de análise concentra-se na utilização de análises não lineares, implicando um conhecimento técnico avançado e análises morosas. Contudo, utilizando alguns conceitos induzidos pelo regulamento italiano NTC 2008, será aplicado uma análise linear por espetro de resposta com afetação do coeficiente de comportamento para considerar a não linearidade. O objetivo principal deste trabalho centra-se em definir uma metodologia simplificada de análise de segurança sísmica para edifícios existentes. Para isso, esta será explorada num caso de estudo, constituído maioritariamente por alvenaria de pedra e tijolo interligados por pavimentos estruturalmente intervencionados. Além disso, pretende-se estudar a influência da redução da ação sísmica proposta pelo regulamento italiano, com o intuito de questionar a exigência do mesmo nível de segurança sísmica de uma nova edificação perante uma existente. De modo a completar o estudo, pretende-se estudar os modos de vibração do edifício, com a exploração de diferentes conceções de pavimentos no modelo numérico. Os resultados obtidos mostraram que, apesar da melhoria do desempenho estrutural a nível sísmico do edifício devido ao comportamento de diafragma rígido do pavimento, não se verifica a segurança. O reforço das paredes estruturais deverá ser prioritário.
“Gaioleiro”, Análise linear, Alvenaria estrutural, Vulnerabilidade sísmica

Novembro 25, 2019, 12:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

António Manuel Candeias de Sousa Gago

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar