Dissertação

Análise custo-benefício de reforço sísmico: uma aplicação a edifícios antigos mistos de alvenaria-betão armado EVALUATED

Os edifícios mistos alvenaria-betão armado, constituem uma parte significativa do edificado português. Tal como a generalidade das construções concluídas a priori dos primeiros regulamentos sísmicos, esta tipologia apresenta muitas vulnerabilidades que aumenta o risco sísmico de grandes cidades como Lisboa. Porém, a compreensão do comportamento destes edifícios, sob ação do sismo, permite atuar eficazmente, recorrendo a técnicas de reforço que reduzem consideravelmente os danos sofridos. Analisaram-se dois edifícios de “placa”, dispostos em banda, localizados no Bairro de Alvalade. Numa primeira fase desenvolveu-se a modelação do caso de estudo através do programa 3Muri/TREMURI, que avalia exclusivamente o comportamento global sísmico dos edifícios, e posteriormente submeteu-se o modelo a uma análise estática não linear, seguindo as diretivas do EC8. Os resultados obtidos confirmam a premissa deste trabalho, não verificando a condição de segurança regulamentar. Através dos resultados obtidos, foram modeladas e analisadas quatro hipóteses de reforço sísmico, sendo três delas aplicadas nas paredes de alvenaria (pregagens costura, reboco armado e manta FRP) e uma aplicada ao nível dos pavimentos de madeira (contraventamento dos pisos de madeira). Os três primeiros reforços melhoraram substancialmente ao desempenho sísmico do caso de estudo mas o mesmo não se verificou com a última solução de reforço. Seguidamente, desenvolveram-se análises de viabilidade para os três primeiros reforços. Para tal, foram realizadas análises custo-benefício recorrendo a curvas de fragilidade, calculadas em conformidade com a metodologia HAZUS-MH 2.1. Concluiu-se que, dos três reforços estudados e de acordo com as simplificações e pressupostos admitidos, as pregagens costura são o mais eficaz.
Edifício de “placa”, Estrutura mista alvenaria-betão armado, Análise Estática Não Linear, Análise Custo-Benefício, Curvas Pushover, Curvas de Fragilidade

Junho 29, 2018, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Rita Maria Do Pranto Nogueira Leite Pereira Bento

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado

ORIENTADOR

Carlos Paulo Novais Oliveira da Silva Cruz

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar