Dissertação

Arquitetura tradicional em Angola. Estratégias de sustentabilidade EVALUATED

A Arquitetura Tradicional Vernacular resulta de um diálogo milenar com o clima e recursos locais, resultando em edifícios mais confortáveis, menos “energívoros” e mais amigos do ambiente, menos onerosos economicamente, e inspirados na cultura local – trazendo ensinamentos preciosos aos arquitetos de hoje. No que diz respeito a estudos sobre a caraterização das construções tradicionais existente hoje em dia em Angola em termos da sua adaptação às condições ambientais nos locais onde se inserem é uma tarefa complexa. A informação disponível sobre o sector é ainda muito escassa ou mesmo inexistente. Assim, efetuou-se um levantamento das tipologias de habitação vernacular existentes nas distintas regiões do País (Norte, Centro e Sul), e foram identificados os métodos de construção e as técnicas passivas que poderão servir de referência e inspiração para o surgimento de novos edifícios que incorporam estratégias de design bioclimático e sustentável, a custos controlados. Na sequência desta análise são feitas recomendações de boas práticas arquitetónicas a serem aplicadas, sempre que possível, para a criação de projetos sustentáveis e adequados ao clima de Angola, apresentando também sugestões de reabilitação e conservação do património local, em virtude do quadro atual de desqualificação e degradação física do ambiente edificado do País.
Arquitetura tradicional, Reabilitação, Sustentabilidade, Bioclimática, Angola.

Julho 3, 2019, 9:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Manuel de Arriaga Brito Correia Guedes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado