Métodos de Avaliação

A avaliação tem componentes teórica, T (70%) e laboratorial, L (30%). A classificação teórica é dada pela média dos dois testes, T = (T1+T2)/2, arredondada para o inteiro mais próximo, ou pela classificação de um dos exames, E (T = E), também arredondada. A classificação laboratorial, L, igualmente arredondada para o inteiro mais próximo, é dada por L = 0.45 T1 + 0.45 SR + 0.10 D, sendo T1 a classificação do 1º trabalho (relatório completo e discussão), SR a classificação do seminário e do relatório reduzido e D a classificação do trabalho sobre tratamento de dados. A classificação mínima em cada uma das componentes (T e L), para aprovação, é de 10 valores. A nota final, F, é dada por F = 0.7 T + 0.3 L, sendo arredondada para o inteiro mais próximo.
1. Avaliação da componente teórica
A avaliação da parte teórica é feita através de dois testes ou de um exame. Não são permitidas calculadoras alfanuméricas, smartphones, etc. A classificação mínima em qualquer dos testes, para aprovação, é de 8.0 valores. É possível fazer melhoria de nota no segundo exame.
2. Funcionamento e avaliação da componente laboratorial
Cada grupo de três elementos realizará três trabalhos laboratoriais, de acordo com o calendário definido no guia de laboratório. Haverá, na primeira semana de aulas, uma sessão sobre tratamento de dados, com um trabalho de grupo associado (vale até 2 valores da parte laboratorial). Haverá, depois, duas sessões laboratoriais para cada grupo, sendo um dos trabalhos realizado na primeira sessão, e os outros dois na segunda sessão. Para o primeiro trabalho, haverá um relatório completo (com introdução teórica, parte experimental, resultados e discussão, conclusões, bibliografia) e respetiva discussão. Dos restantes dois trabalhos, um, à escolha, terá um relatório reduzido (sem introdução teórica), e o outro terá apresentação oral (seminário) pelo grupo (15 min). A apresentação, incluindo a bibliografia, deverá ser entregue em pdf. A classificação dos trabalhos laboratoriais resulta, também, do desempenho no laboratório e das respostas aos questionários de preparação. A presença nas aulas de tratamento de dados e de execução dos trabalhos laboratoriais é condição necessária para aprovação.