Métodos de Avaliação

A disciplina de Electrotecnia Teórica adota um sistema de avaliação contínua que obedece ao “Regulamento de Avaliação de Conhecimentos e Competências" aprovado pelo Conselho Pedagógico em 26 de março de 2010 e revisto em 4 de julho de 2013.

 

A avaliação contínua engloba duas componentes: Laboratorial e Teórico/Prática:

a) Laboratório, com relatórios efetuados nas aulas.

b) Dois testes efetuados durante o período letivo.

Os alunos que não compareçam a um dos testes ou, comparecendo, tenham reprovado nos mesmos, poderão escolher entre o exame de recurso ou a repetição de um dos testes, ambas as possibilidades na época de exame. Os alunos que não compareceram a nenhum dos dois testes ou os alunos que ficaram aprovados por testes e desejarem melhorar a nota poderão fazer o exame de recurso.

Em todas as provas de avaliação, por razões logísticas, será requerida inscrição prévia no sistema FENIX.

 

Componente laboratorial obrigatória (periodicidade quinzenal):

Consta de cinco trabalhos laboratoriais (4 obrigatórios) efetuados em grupo, com 2 horas de duração, nas quais se inclui uma parte prática relacionada com o dimensionamento, uma parte experimental correspondente à execução do trabalho, e uma parte final dedicada à elaboração do relatório do trabalho.

A classificação obtida na componente laboratorial NL (que tem de ser positiva) contribui para a classificação final com um peso de 25%.

As classificações de laboratório obtidas num dado semestre permanecerão válidas durante dois anos letivos. No presente semestre, as classificações de laboratório mais antigas ainda válidas são aquelas que foram obtidas no 1º semestre de 2017/2018.

 

Testes (sem consulta):

Consta de 2 testes escritos, com a duração de 2 horas.

O primeiro teste, cobrindo a matéria lecionada até ao 5º Capítulo (inclusive), ocorrerá a 13 de novembro de 2019 com início pelas 20 horas (classificação NT1) (data da repetição 27/01/2020 com início pelas 18:30 horas)

O segundo teste, cobrindo a matéria toda, ocorrerá a 19 de dezembro de 2019 com início pelas 20:00 horas (classificação NT2) (data da repetição 27/01/2020 com início pelas 15:00 horas).

A classificação resultante dos dois testes, obtida através de NT = (NT1 + NT2)/2, tem de ser superior ou igual a 9,5 valores.

 

Exame de recurso (sem consulta):

Existirá ainda como alternativa à avaliação contínua por testes um exame de recurso.

O exame de recurso, marcado para 27 de janeiro de 2020 com início pelas 15:00 horas, é uma prova escrita, com a duração de 2 horas e meia, cobrindo toda a matéria.

O aluno fica aprovado no exame se obtiver classificação (NE) superior ou igual a 9,5 valores.

 

Classificação final (CF):

Fórmula de cálculo da classificação final, em caso de aprovação, isto é, para NL>=9,5 e (NT>=9,5 ou NE>=9,5): CF = (MAX(NT,NE)*3+NL)/4.

 

Melhorias de nota:

Desde que autorizados pela Secretaria do IST, os alunos que já tenham sido aprovados, e que desejem fazer melhoria de nota, poderão fazê-lo, bastando para tal comparecer ao exame de recurso. A classificação final (CF) será obtida usando a fórmula de cálculo acima (para NT<9,5), onde NL corresponde à nota de laboratório obtida anteriormente.

Os alunos que pretendam fazer melhoria de nota deverão previamente contactar o responsável da disciplina manifestando essa intenção.


Exame de época especial:

O exame de época especial destina-se a alunos que preencham requisitos muito específicos e que tenham visto o seu requerimento deferido pela Secretaria do IST.

O exame é uma prova escrita (sem consulta) com a duração de 2 horas e meia, cobrindo toda a matéria.

O aluno fica aprovado no exame se obtiver classificação (NE) superior ou igual a 9,5 valores. A classificação final (CF) será determinada usando a fórmula de cálculo indicada acima (para NT<9,5), onde NL corresponde à nota de laboratório previamente obtida.