Exame escrito

Nesta ligação encontra informação importante sobre os exames escritos, em particular sobre a sua organização e sobre as regras da sua avaliação. Apresenta-se aqui também o enunciado de um exame tipo, bem como a respectiva resolução.

Prova oral

Em CP, os exames escritos não estão concebidos para avaliar as competências de nível avançado. Para este fim existem as provas orais. Nestas provas os alunos serão avaliados em duas frentes: capacidade de raciocínio algorítmico, e conhecimentos de programação (teóricos e práticos) em tópicos avançados. Naturalmente, a capacidade de exposição oral estará também sob observação, mas será considerada uma componente secundária da avaliação. (As competências em MATLAB estão excluídas desta avaliação.)

Nas provas orais, as notas finais variam entre 16 e 20 valores. Todos os alunos, independentemente da sua nota no exame escrito, poderão sair destas provas com qualquer das notas disponíveis.

A capacidade de raciocínio algorítmico será avaliada sendo proposto aos alunos a resolução de um ou mais problemas que requeiram competências de raciocínio algorítmico muito superiores às exigidas no exame escrito. A título de exemplo, poder-se-ía pedir, para 17 valores, o desenvolvimento do algoritmo Bubble sort, ou, para 20 valores, o desenvolvimento do algoritmo Merge sort, explicado nas aulas teóricas, ou ainda, para 20 valores também, o desenvolvimento do algoritmo Torre de Hanoi. Aos alunos que não revelem, neste domínio, uma competência considerada minimamente satisfatória, já não serão feitas quaisquer perguntas relativamente aos tópicos avançados, ficando os alunos com a nota final de 16 valores.

Os conhecimentos em tópicos avançados serão avaliados exclusivamente em torno da matéria dada nas aulas teóricas, a qual está integralmente exposta (a menos de pormenores de pouca relevância) no livro adoptado. A título de exemplo, refere-se os invariantes de ciclo.