Métodos de Avaliação

Resumo

  • A avaliação consiste numa componente de exames e uma de avaliação contínua.
  • A nota E da componente de exames é um inteiro de 0 a 20.
  • A nota AC da avaliação contínua é um inteiro de 0 a 3.
  • A nota preliminar da cadeira, N , é o valor arredondado às unidades de 17 E /20 + AC .
  • Há aprovação na cadeira se e só se N ≥ 10.
  • Se 10 ≤ N ≤ 17 a nota final da cadeira é N .
  • Se N ≥ 18 o aluno poderá, se quiser, apresentar-se a uma prova oral: se o fizer a nota final da cadeira será a nota da prova oral; caso contrário a nota final é 17.

Exames
  • Haverá dois exames, nos dias 20/6/07 e 4/7/07.
  • Cada exame é classificado com um inteiro de 0 a 20.
  • Os alunos podem realizar qualquer dos exames.
  • A nota E da componente de exames é a melhor das notas dos dois exames, ou 0 se nenhum tiver sido realizado.

Avaliação contínua
  • Haverá dois mini-testes, sensivelmente a um terço e a dois terços do semestre, realizados nas aulas teóricas.
  • Cada mini-teste é classificado com um número racional de 0 a 3, arredondado às décimas.
  • Os alunos são avaliados nas aulas práticas, obtendo três notas ao longo do semestre: AP1 é a nota do bloco de aulas práticas até à semana que antecede o primeiro mini-teste; AP2 é a nota do bloco de aulas práticas que decorre desde a semana do primeiro mini-teste até à semana que antecede o segundo mini-teste; AP3 é a nota das restantes aulas práticas.
  • AP1 , AP2 e AP3 são números racionais entre 0 e 1, arrendondados às décimas.
  • A nota final da avaliação contínua, AC , é o valor arredondado às unidades da seguinte expressão, onde MT1 e MT2 são as notas do primeiro e do segundo mini-teste, respectivamente: min{ 3 , max{ MT1 + AP1 , MT2 + AP2 } + AP3 }.