Métodos de Avaliação

(actualizado em 15/Maio/2020, face às restrições impostas pelo plano de contingência COVID-19)

(actualizado em 24/Mar/2020, face às restrições impostas pelo plano de contingência COVID-19)

(discutido com o delegado de ano e aprovado pelo coordenador de curso)


Componentes de avaliação:

O método de avaliação da UC de Arquitectura de Computadores tem duas componentes:

  • Componente Teórica (T) - com alteração
    • A nota teórica pode ser obtida quer durante o período de aulas (através de dois testes T1 e T2), quer durante o período de exames;
    • Tanto os testes como os exames serão realizados com recurso à plataforma Moodle (online);
    • Cada um dos dois exames realizados na época de exames vai estar dividido em duas partes (P1 e P2) - ou seja: Ex1 = P1Ex1 + P2Ex1 e Ex2 = P1Ex2 + P2Ex2;
    • A parte P1 corresponderá à matéria do teste T1, enquanto a parte P2 corresponderá à matéria do teste T2;
    • Os alunos poderão realizar qualquer das duas partes (P1 e P2) em qualquer das datas de exame e podem, se quiserem, fazer melhoria de uma (ou de ambas) as partes.
    • O apuramento da nota teórica será feito utilizando a seguinte fórmula: T=max{T1;P1ex1;P1ex2} + max{T2;P2ex1;P2ex2} 
    • Nota mínima: 9,5 valores.
  • Componente Laboratorial (L) - sem alteração
    • A nota do laboratório é determinada pela média de 6 trabalhos laboratoriais.
    • Grupos de 2 alunos, necessariamente inscritos no mesmo turno de laboratório.
    • No final de cada trabalho de laboratório os alunos deverão entregar um relatório resumido.
    • A não realização do trabalho implica uma classificação nula. Excepcionalmente, no caso de haver uma justificação válida (i.e., de acordo com os regulamentos do IST), o trabalho de laboratório pode ser realizado noutro turno de laboratório (condicionado à existência de vagas). 
    • Nota mínima de cada trabalho laboratorial: 5 valores. Caso o aluno obtenha uma nota inferior em qualquer um dos trabalhos laboratorias, não poderá ser aprovado na componente laboratorial da cadeira.
    • Nota mínima da componente laboratorial (contempla todos os trabalhos e perguntas teóricas individuais): 9,5 valores
    • Os alunos que já obtiveram aprovação na componente laboratorial do ano lectivo anterior:
      • estão dispensados desta componente e mantêm a nota obtida anteriormente nesta componente. 
      • podem frequentar o laboratório para fazer uma melhoria de nota se manifestarem a intenção de anular a nota de laboratório anterior (junto do responsável da cadeira) e houver espaço disponível. 


Apuramento da Nota Final:

A avaliação individual da UC é apurada através da aplicação da seguinte fórmula:

          Nota Final =  T  +  0.3 x min ( L ; T+3 )

em que:

          T - Nota da componente teórica: T = max{T1;P1Ex1;P1Ex2} + max{T2;P2Ex1;P2Ex2}

          L - Nota da componente laboratorial

Para aprovação na disciplina é necessária aprovação (nota não inferior a 9,5 valores) em cada uma das 2 componentes: teórica e laboratorial.

Prevê-se a possibilidade de realização de uma prova de avaliação oral, afectando a nota final da disciplina, sempre que se verifiquem discrepâncias entre as notas das componentes teórica e laboratorial.


Época Especial:

  • Para poderem realizar esta prova, os alunos interessados deverão inscrever-se na secretaria de graduação, de acordo com o calendário e as regras previstas no regulamento de avaliação do IST;
  • A avaliação realizada na época especial é apurada utilizando a mesma fórmula de cálculo descrita em cima.