Dissertação

{pt_PT=Supraspinatus tendon repair - A three-dimensional finite element analysis} {} EVALUATED

{pt=O objectivo deste trabalho é analisar diferentes técnicas para a reparação do tendão supraespinhoso e avaliá-las usando o método dos elementos finitos. Quatro modelos tridimensionais foram modelados, representando diferentes técnicas encontradas na literatura. A avaliação da técnica de reparação é feita através da análise das áreas e pressões de contacto na interface tendão-osso. As técnicas transóssea equivalente, dupla linha com uma e duas âncoras e PASTA bridge apresentaram, respectivamente, uma área total de contacto de 31.50 mm2, 22.68 mm2, 31.60 mm2 e 43,82 mm2, e uma pressão média de contacto de 1.34 MPa, 1.04 MPa, 1.41 MPa e 0.667 MPa. O principal objectivo de uma intervenção cirúrgica é restaurar a pegada do supraespinhoso. Associado a uma melhor reparação da pegada está a maximização da área de contacto e a optimização da pressão de contacto, suficientemente baixa para não impedir a vascularidade do tendão e suficientemente alta para evitar uma separação da interface tendão-osso. Os resultados mostraram que a técnica mais adequada à reparação do supraespinhoso é a PASTA bridge seguida da transóssea equivalente e dupla linha com duas âncoras. A dupla linha com uma âncora foi considerada a menos adequada. Apesar disso, de um ponto de vista mecânico e tendo em consideração a literatura, esta técnica mostro resultados promissores se aplicada a uma rutura com pequenas dimensões. , en=The objective of this work is to analyses different supraspinatus repair techniques and evaluate them using the finite element method. Four three-dimensional models are produced, representing different techniques found in the literature. The evaluation of the repair techniques is accomplished through the analysis of the contact areas and pressures at the tendon-bone interface. The transosseous equivalent, double row with one and two anchors and the PASTA bridge presented, respectively, a total contact area of 31.50 mm2, 22.68 mm2, 31.60 mm2 and 43,82 mm2, and a mean contact pressure of 1.34 MPa, 1.04 MPa, 1.41 MPa and 0.667 MPa. The main goal of a surgical intervention is to restore the supraspinatus footprint. Associated with a better footprint repair is a maximized contact area and an optimized contact pressure, i. e., low enough so it does not hinder the tendon’s vascularity and high enough to avoid the separation of the tendon-bone interface. The results showed that the most adequate technique for the supraspinatus tendon repair is the PASTA bridge followed by the transosseous equivalent and double row with two anchors. The double row with one anchor technique was considered the least adequate. However, from a mechanical point of view and taking into account the literature, this technique could show promising results if applied to a tear with small dimensions. }
{pt=Reparação da coifa dos rotadores, Reparação do supraespinhoso, Dupla linha, Transóssea equivalente, PASTA bridge, Método dos elementos finitos, en=Rotator cuff repair, Supraspinatus repair, Double row, Transosseous equivalent, PASTA bridge, Finite element method}

Novembro 22, 2018, 16:0

Orientação

ORIENTADOR

Carlos Miguel Fernandes Quental

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar Convidado

ORIENTADOR

João Orlando Marques Gameiro Folgado

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Associado