Dissertação

{pt_PT=Promotion of Energy Efficiency Measures in EB23 Conde de Oeiras School} {} EVALUATED

{pt=O presente estudo teve como objetivo identificar uma abordagem sistemática para promover medidas de eficiência energética para a Escola Conde de Oeiras, no distrito de Lisboa. Assim sendo, foi realizado o estudo detalhado (Aditoria Energética) nas principais instalações em três fases principais, a saber: criação do modelo geométrico com SketchUp e OpenStudio, simulação térmica dinâmica de edifícios com Energy+, análise de resultados. Os resultados provaram que o desconforto térmico é principalmente induzido pelo excesso de ganhos solares e pelo baixo grau de isolamento causado pelas superfícies de vidro. Foi demonstrado que todas as zonas térmicas não cumprem os limites de aceitabilidade confortáveis fornecidos pelas normas ASHRAE-55 2017. Uma vez avaliado o desempenho de três novos tipos de sistemas de vidros duplos, foi identificada como a melhor opção a instalação de vidro seletivo de baixa emissividade com uma estrutura de alumínio com ruptura térmica. De fato, com esse novo tipo de vãos envidraçados, estimou-se uma média de 30% menos tempo de desconforto em quatro dos seis edifícios examinados. Foi estudado, para várias espessuras de poliestireno expandido (EPS), se a realização do revestimento térmico poderia trazer benefícios ou não. O que emergiu foi que apenas para um tipo de edifício, ou seja, pavilhões A, B, C, era vantajoso instalar 12cm de camada isolante de EPS. Por fim, propõe-se um plano de negócios simplificado de um investimento de longo prazo para obter independência energética através do design de uma central fotovoltaica de 150 kW que pode suprir até 95% da procura de energia., en=The present study aims to identify a systematic approach to promote energy efficiency measures for Escola Conde de Oeiras, a secondary school in Lisbon district. To pursue this purpose, it was carried out the detailed study of its principal facilities in three main phases, namely: creation of the geometrical model with Google SketchUp and OpenStudio, dynamical thermal simulation of buildings with Energy+, results analysis. Outcomes proved that thermal discomfort is mainly induced by excess of solar gains and poor insulation degree caused by glass surfaces. Therefore, it was shown that all the thermal zones do not comply with comfortable acceptability limits provided by ASHRAE-55 2017 standards. Once assessed the performance of three new type of double-glazing systems, it was identified as the best option the installation of selective low emissivity glass with a thermal break aluminium frame. Indeed, with this new type of fenestration it was estimated an average of 30% less time of discomfort in four of the six buildings examined. In addition to this first measure, it was study, for various thicknesses of expanded polystyrene (EPS), whether the realisation of thermal coat could provide benefits or not. What emerged was that only for one type of building, namely pavilions A,B, C, it was advantageous to install 12cm of EPS insulating layer. Finally, it is proposed a simplified business plan of a long-term investment to achieve energy independence through the design of a 150 kW PV plant that could supply up to 95% of energy demand.}
{pt=Edifícios Escolares, Medidas de Eficiência Energética, Energy+ Software, en=School Buildings, Energy Efficiency Measures, Energy+ Software}

Novembro 22, 2019, 9:0

Orientação

ORIENTADOR

Carlos Augusto Santos Silva

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Rui Pedro da Costa Neto

IN+ Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento

Investigador