Dissertação

{pt_PT=SPATIALLY EXPLICIT QUANTITATIVE ASSESSMENT OF FACTORS AFFECTING THE FUTURE GROUNDWATER BALANCE OF SELECTED CITIES IN SUB-SAHARAN AFRICA, CASE STUDY: ARUSHA, TANZANIA} {} EVALUATED

{pt=A fonte de água subterrânea conta com mais de 80% de uso de água em Arusha, na Tanzânia. Devido à atual tendência de crescimento urbano que é desencadeada pelo aumento da população, a captação de águas subterrâneas deverá aumentar significativamente. Outras atividades associadas à urbanização geralmente resultam em mudanças no uso do solo e na cobertura do solo e, juntamente com a mudança climática, isso pode intensificar o estresse da água subterrânea. Embora os efeitos das alterações climáticas, bem como o desenvolvimento urbano nas águas subterrâneas, sejam bem compreendidos, a avaliação combinada de ambos os efeitos é rara. Isso limita a comparação desses efeitos e se os recursos em mitigação são direcionados na direção certa. Uma abordagem transdisciplinar foi utilizada neste estudo para prever os possíveis impactos potenciais da urbanização e mudanças climáticas no recurso de águas subterrâneas em Arusha. Foram considerados dois cenários climáticos opostos e um crescimento urbano como habitualmente urbano. Os resultados mostram que a área de pegada urbana de Arusha, de 144 km2 em 2015, aumentará em 179% em 2050, cobrindo uma área de 404 km2. A urbanização e o clima causam uma diminuição significativa nos níveis de água subterrânea, mas mais impactos serão sentidos se o clima futuro mudar para a diminuição extrema nas precipitações. Conclui que existem ameaças potenciais sobre recursos hídricos subterrâneos em Arusha, uma vez que as diferenças de cabeça observadas em todos os casos resultariam em poços de secagem, nascimento do desaparecimento e perda de zonas húmidas., en=Groundwater source accounts for more than 80% water use in Arusha, Tanzania. Owing to the current trend of urban growth which is triggered by rising population, groundwater abstraction is expected to increase significantly. Other activities associated with urbanisation usually result in land use and land cover changes and together with climate change, this may intensify the groundwater stress. While the effects of climate change as well as urban development on groundwater are well understood, combined assessment of both effects are rare. This limits how these effects are compared and if resources in mitigation are aimed in the right direction. A transdisciplinary approach was used in this study to predict the possible potential impacts of urbanisation and climate change on groundwater resource in Arusha. Two opposing climate scenario and a business as usual urban growth were considered. Results show that Arusha urban footprint area of 144 km2 in 2015 will increase by 179% in 2050 covering an area of 404 km2. Urbanisation and climate causes significant decrease in groundwater levels, but more impacts will be felt if future climate shifts to extreme decrease in precipitation. It concludes that there are potential threats on groundwater resource in Arusha as the observed head differences in all cases would result in drying wells, springs disappearance and loss of wetlands.}
{pt=Crescimento urbano, alterações climáticas, uso do solo, ocupação do solo, recarga, en=Urban growth, climate change, land use and land cover, recharge}

Setembro 12, 2017, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Jan Willem Foppen

IHE Delft, Holanda

Especialista

ORIENTADOR

Maria Teresa Condesso de Melo

Civil, Engenharia, Respostas e Inovação para a Sustentabilidade (CERIS)

Especialista