Dissertação

{pt_PT=Production methodologies applied to the fluid system outfitting on a construction and repair shipyard} {} EVALUATED

{pt=Devido à competitividade do ambiente da construção naval, os estaleiros navais tentam optimizar a eficiência da produção em termos de tempo, custos e qualidade. O objectivo desta dissertação é comparar a carga de trabalho da instalação, medida em horas-homem de um sistema de esgoto de um ferry (navio Haksolok construído no estaleiro Atlantic Eagle) utilizada pelo método aprestamento tradicional (TO) com a utilizada pelo método aprestamento modular (MO). O estudo centrou-se em três questões relativas à implementação de MO versus TO em três zonas selecionadas do Sistema de Esgoto devido a maior complexidade referentes às diferenças de carga de trabalho; às mudanças de arranjo geral do estaleiro e à gestão do risco. Verificou-se que a carga de trabalho utilizada no procedimento de montagem por MO, representou uma redução de 549 horas-homem ou um ganho de 74% versus TO. Foram identificadas vantagens no novo layout no que concerne à distância entre estações de trabalho, espaço para atividades de aprestamento e adequação da criação de pontos logísticos para aprestamento. Os riscos mais críticos foram os associados a: processo de design; controlo dimensional e teste de funcionamento no processo de manufactura; transporte dos módulos, montagem nos blocos, processo de instalação e montagem no bloco. O maior factor de risco correspondeu à coordenação do planeamento de montagem entre módulo e bloco. Para controlar os principais riscos foi definida uma lista de nove fatores críticos de sucesso, sendo os mais críticos, a qualificação da força de trabalho e a atualização do equipamento. , en=Due to the competitiveness of shipbuilding environment, shipyards try to optimize production efficiencies in terms of time, costs and quality and obtaining better results. The dissertation scope is to compare the workload (expressed in man-hours - Mh) of a ferry vessel bilge’s fluid system (Haksolok built in Atlantic Eagle Shipyard) assembly performed by Traditional Outfitting (TO) versus Modular Outfitting (MO). Three questions are addressed regarding MO implementation versus TO in three selected bilge piping zones of higher complexity concerning: workload differences; layout changes and risk management The workload, measured in man-hours, used in the assembling procedure by MO, represented a reduction of 549 Man-hours or a gain of 74% versus TO. There are advantages in the new layout concerning distance between work stations, space for outfitting activities and outfitting work flow hub creation. A risk assessment was performed, and the most critical risks were associated to: Design Process; Dimensional Control and Running Test in Shop Process; Module Transportation and Fitting on Block Process and On-block Assembly Fitting and Installing Process. The higher risk score regards Effective Schedule Coordination between Block and Module Block To control the major risks a list of nine critical success factors was defined, being the qualification of the labor force and the update of the equipment, the most critical. }
{pt=construção modular, construção naval integrada, aprestamento por zonas, systematic layout planning, en=Modular Outfitting, Integrated construction, zone outfitting, systematic layout planning}

Novembro 28, 2018, 14:30

Orientação

ORIENTADOR

Francisco Jorge Gomes Lopes

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Colaborador Docente

ORIENTADOR

Carlos António Pancada Guedes Soares

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Catedrático