Dissertação

{pt_PT=Importance of groundwater recharge and interactions with surface water in the riverine floodplain wetlands of the lower Magdalena River, Colombia} {} APPROVED

{pt=O aqüífero Magdalena Inferior, localizado do Departamento Atlântico, é caracterizado por água doce, salobra e salgada heterogeneamente distribuída. Análises de isótopos ambientais, hidroquímicos e estáveis, após uma extensa campanha de amostragem, além de sondagens elétricas verticais e medições do nível da água foram aplicadas para investigar a origem da salinidade e o papel que a água superficial desempenha em relação ao seu deslocamento. As amostras de águas subterrâneas foram divididas em quatro grupos com base em uma lógica conceitual referente à profundidade de amostragem e distância à superfície da água. Os quatro tipos de água resultantes são distintos em sua composição química média e revelam uma evolução de fresco para salobra a salina. A direção do fluxo de águas subterrâneas e a ocorrência de tipos de água doce ao longo dos principais cursos de água sugerem uma função de recarga desses corpos hídricos superficiais. Isto é suportado pelos resultados das medições geo-elétricas. Localmente, a precipitação tem um efeito sobre a flutuação sazonal da recarga, como mostrado pela resposta dos poços às chuvas. Nenhum padrão claro de recarga difusa foi observado, baseado nas SEV. Como em outras regiões semi-áridas, a alta evaporação antes da infiltração é implicada pelo enriquecimento de isótopos pesados em amostras de águas subterrâneas. Os gráficos de dispersão hidroquímicos e físico-químicos indicam que a mineralização é ainda causada por intemperismo do silicato e dissolução do gesso. A dissolução da halita como mecanismo responsável pela salinização é rejeitada com base na relação Cl / Br... , en=The Lower Magdalena aquifer, located in Atlántico Department is characterised by heterogeneously distributed fresh, brackish and saltwater. Hydrochemical and stable environmental isotope analysis following an extensive sampling campaign, in addition to VES and water level measurements were applied to investigate the origin of salinity, and the role that surface water plays in respect to its displacement. Groundwater samples were divided into four groups based on sampling depth and distance to surface water. The resulting four water types are distinct in their average chemical composition and reveal an evolution from fresh to brackish to saline. Direction of groundwater flow and occurrence of freshwater types along the main water courses suggest a recharging function of these surface water bodies. This is supported by results from the geo-electrical measurements. Locally, precipitation has an effect on the seasonal fluctuation of recharge as shown by the response of well heads to rainfall. High evaporation prior to infiltration is implied by the enrichment of heavy isotopes in groundwater samples. Hydrochemical and physiochemical scatter plots indicate that mineralization is further caused by silicate weathering (high alkalinity linked to very high partial pressure of CO2), and gypsum dissolution. Halite dissolution as responsible mechanism for salinization is rejected based on the Cl/Br ratio and relationship between Cl and 18O. Instead, the combined occurrence of high alkalinity and high Cl suggests a long residence time of groundwater and the source of salinity to be linked to mixing with relict seawater, emplaced in clay rich sediments during times of marine transgression.}
{pt=Águas subterrâneas salinas, tipos de água, hidroquímica, isótopos ambientais, SEV, en=Saline groundwater, water types, hydrochemistry, environmental isotopes, VES}

Orientação

ORIENTADOR

Tibor Stigter

IHE DELFT

Especialista

ORIENTADOR

Luís Filipe Tavares Ribeiro

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado