Dissertação

{en_GB=Analysis of a genetic test in the context of arterial hypertension} {} EVALUATED

{pt=A hipertensão essencial, caracterizada por elevação patológica da pressão arterial, afeta globalmente mil milhões de indivíduos e constitui um importante fator de risco para doenças cardiovasculares. Na maioria dos casos, esta condição pode ser controlada por terapia farmacológica. A evolução das tecnologias de análise de DNA e metodologias de análise de dados permitem explorar a genética da hipertensão. O objetivo desta tese é analisar um painel genético da HeartGenetics relacionado com a hipertensão essencial. Para tal, foi criado um modelo que calcula o risco genético para a hipertensão e um modelo discriminativo de doentes com hipertensão resistente com base neste painel. Este estudo foi suportado por uma revisão bibliográfica relativa à associação entre variantes genéticas e hipertensão. Num conjunto de 417 indivíduos foi utilizado um classificador de regressão logística para o risco de hipertensão, cuja performance foi avaliada através da área sob a curva (AUC = 0.568). Foi também efetuada uma análise exploratória dos dados na qual foram identificadas seis variantes associadas à hipertensão. Usando um coorte com 322 indivíduos, foi possível discriminar com significância estatística pacientes com hipertensão resistente (valor-p = 0.003). A revisão bibliográfica levou à sugestão da inclusão de quatro variantes ao painel genético considerado. Os resultados sugerem que a previsão do risco genético para a hipertensão essencial é complexa e necessita de um painel genético alargado para obter resultados com aplicabilidade clínica. No entanto, no contexto da hipertensão resistente existe um potencial significativo e com aplicabilidade clínica para desenvolver um teste genético para esta condição. , en=Essential hypertension, characterized by pathological blood pressure elevation, affects one billion individuals and constitutes one of the most important risk factors for cardiovascular diseases. In most cases, this condition can be controlled trough pharmacological therapy. Due to advances in DNA analysis technologies and data analysis methodologies the genetics of hypertension can be explored. The objective of this thesis is the analysis of a HeartGenetics' genetic panel associated with essential hypertension. For this, a genetic risk score model for hypertension and a discriminative model for patients with treatment-resistant hypertension were developed using this panel. This study was supported by a bibliographic revision relative to the association between genetic variants and hypertension. In a cohort with 417 individuals a logistic regression classifier was used to calculate the risk for hypertension whose performance was evaluated by the area under the curve (AUC = 0.568). Additionally, a univariate analysis was performed from which six genetic variants associated with hypertension were identified. Additionally, using a cohort with 322 individuals it was possible to discriminate patients with treatment-resistant hypertension (p-value = 0.003). The bibliographic revision lead to the suggestion of inclusion of four genetic variants to the HeartGenetics' genetic panel. The results of this thesis suggest that genetic risk prediction of essential hypertension is complex and requires an extensive genetic panel to obtain results with a clear clinical applicability. Nonetheless, in the context of treatment-resistant hypertension, the results suggest that there is potential for the development of a genetic test for this condition with clinical applicability. }
{pt=hipertensão, genética da hipertensão, farmacogenética, testes genéticos, variantes genéticas, en=hypertension, hypertension genetics, pharmacogenetics, genetic testing, genetic variants}

Novembro 28, 2018, 10:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Ana Teresa Correia de Freitas

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Catedrático

ORIENTADOR

José Miguel Ranhada Vellez Caldas

HeartGenetics

Doutor