Dissertação

{pt_PT=Determinação da tenacidade à fractura em modo I e modo II de chapa de cobre} {} EVALUATED

{pt=Hoje em dia, a cobre é um dos metais não-ferrosos mais utilizado na produção do lote personalizado das peças para a decoração e utensílios da cozinha. Para reduzir o custo e desperdício da matéria-prima, é necessária uma boa caraterização deste material. Durante um processo de deformação plastica de chapa, pode ocorrer falhas causados por estricção e por fratura. Para quantificar estas falhas, recorre-se aos limites de enformabilidade, nas quais são constituídas por curva limite de estampagem (CLE) - limite de enformabilidade à estricção, curva limite de fratura (CLF) - limite de enformabilidade à fratura por tensões de tração no plano da chapa,e a curva limite de fratura ao corte (CLFC) - limite de enformabilidade à fratura por tensões de corte no plano da chapa. O presente trabalho tem dois objetivos, o primeiro é a determinação do valor de tenacidade à fratura em modo I, II e misto de uma chapa de cobre com 1 mm de espessura. O segundo objetivo (uma contribuição nova) é a determinação dos limites de enformabilidade, recorrendo aos ensaios de enformabilidade convencionais e ensaios de tenacidade à fratura. O valor de tenacidade à fratura obtido para o modo I, II e misto foi da mesma ordem de grandeza, deste modo pode considerar a tenacidade à fratura como uma propriedade do material. Relativamente aos limites de enformabildiade à fratura obtidos, obteve um ângulo de 88º entre a CLF e a CLFC, que é próximo de 90º, pelo que existe uma relação de perpendicularidade entre as duas retas. , en=Nowadays, copper is one of the most utilized non-ferrous materials in the production of customized series parts for decoration and kitchenware. In order to reduce the cost and waste of raw material, the good material characterization is needed. During the sheet metal forming processes, can occur failures by necking or fracture. In order to quantity these failures, can be used the formability limits, which is formed by the forming limit curve (FLC) - the formability limit by necking, the fracture forming limit (FFL) - the formability limit by fracture caused by tensile stresses and the shear fracture forming limit (SFFL) - the formability limit by fracture caused by in-plane shear stresses. The present paper, there has two main objectives, the first is the determination of the fracture toughness in mode I, II, and mixed for the 1 mm copper sheet. The second is to determine the formability limits, using the conventional formability tests and the fracture toughness tests. The value of fracture toughness obtained for mode I, mode II and mixed mode were in the same order of magnitude, verified in this way that the fracture toughness can be considered as property of material. Regarding to the representation of fracture limits in the principal strain space, the angle between the FFL and SFFL are 88º, this value is very close to 90º and allow to conclude that exist perpendicularity between two lines. }
{pt=Cobre, Deformação plástica da chapa, Enformabilidade, Estricção, Fratura, Tenacidade à fratura, en=Copper, Sheet Metal Forming Processes, Formability, Necking, Fracture, Fracture Toughness}

Novembro 7, 2018, 14:0

Orientação

ORIENTADOR

João Pedro Grosa Magrinho

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Colaborador Docente

ORIENTADOR

Maria Beatriz Cipriano de Jesus Silva

Departamento de Engenharia Mecânica (DEM)

Professor Auxiliar