Disciplina

Área

Área Científica de Tecnologia Mecânica e Gestão Industrial > Tecnologia Mecânica

Activa nos planos curriculares

DEAEMat2006 > DEAEMat2006 > 3º Ciclo > Formação Base > Tecnologia de Fundição e Pulverometalurgia

MEMat 2006 > MEMat 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Tecnologia de Fundição e Pulverometalurgia

Nível

Nas aulas práticas e de laboratório serão realizados exercícios e demonstrações. A aprovação na disciplina requer a aprovação na componente prática, que será atribuída com base numa avaliação contínua. A classificação final (NF) será calculada através da expressão: NF = 0.7 E + 0.3 P em que E é a classificação do exame final, P é a classificação da componente prática (sendo que P deve ser maior ou igual a 10).

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

3.0 h/semana

0.5 h/semana

1.0 h/semana

105.0 h/semestre

Objectivos

O aluno aprovado a esta disciplina deve ser capaz de: - implementar processos de Fundição de ligas metálicas, assim como, identificar e minimizar defeitos em peças produzidas por vazamento; - implementar processos de Pulverometalurgia, assim como, encontrar soluções técnicas para obter uma determinada peça com a forma quase final.

Programa

I. Tecnologias de Fundição O processo de fundição de ligas metálicas: concepção e fabrico de modelos e moldações; prototipagem rápida. Processos de moldação em areia. Outros processos de fundição (fundição de precisão; reofundição; fundição injectada; fundição por modelos perdidos). Energia e fluxo de materiais em fornos do tipo ?cubilot?. Fluxo líquido e dimensionamento dos sistemas de gitagem. Transferência de calor, solidificação e processamento de peças fundidas. Ferros fundidos e ligas ferrosas. Aços vazados. Vazamento contínuo de aços. Processamento de ligas de alumínio vazadas. Ligas de cobre vazadas. Defeitos de fundição. II. Pulverometalurgia Pós metálicos; pós pré-ligados e pós parcialmente ligados. Técnicas de obtenção e mistura de pós. Técnicas de compactação. Prensagem isostática a frio. Sinterização. Prensagem isostática a quente. Forjamento de pós. Moldagem por injecção de pós (Powder Injection Moulding).

Metodologia de avaliação

Nas aulas práticas e de laboratório serão realizados exercícios e demonstrações. A aprovação na disciplina requer a aprovação na componente prática, que será atribuída com base numa avaliação contínua. A classificação final (NF) será calculada através da expressão: NF = 0.7 E + 0.3 P em que E é a classificação do exame final, P é a classificação da componente prática (sendo que P deve ser maior ou igual a 10).

Bibliografia

Principal

Castings Practice

John Campbell

2004

Butterworth-Heinemann


Powder Metallurgy Technology

G. S. Upadhyaya

1996

Cambridge International Science Publishing


Secundária

ASM Handbook- Volume 15: Casting

ASM

1988

ASM International


ASM Handbook Volume 7: Powder Metal Technologies and Applications

P. W. Iacocca et al.

1998

ASM International