Disciplina

Área

Área Científica de Ambiente e Energia > Planeamento e Desenvolvimento Sustentável

Activa nos planos curriculares

MEGE > MEGE > 2º Ciclo > Formação Comum > Gestão de Energia

MEAmbi 2008 > MEAmbi 2008 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Opções 5º Ano > Gestão de Energia

DFASSE2007 > DFASSE2007 > 3º Ciclo > Grupo IV: Sistemas de Energia > Gestão de Energia

DFAGAS2007 > DFAGAS2007 > 3º Ciclo > Unidades Curriculares Opcionais > U. C. de Tipo M > Gestão de Energia

DEASes2006 > DEASes2006 > 3º Ciclo > Grupo IV: Sistemas de Energia > Gestão de Energia

MEAmb 2006 > MEAmb 2006 > 2º Ciclo > Perfil > Perfil de Tecnologias Ambientais > Opções 2º Ano > Gestão de Energia

LEGI 2006 > LEGI 2006 > 1º Ciclo > Ciências de Engenharia > Gestão de Energia

MEMec 2006 > MEMec 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Gestão de Energia

Nível

Avaliação por testes e/ou exame final.

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

2.0 h/semana

1.5 h/semana

77.0 h/semestre

Objectivos

Dotar o engenheiro mecânico dos meios que lhe permitam compreender e modelar os fluxos energéticos em sistemas industriais, em edifícios ou equipamentos complexos, no sentido de definir acções que lhe permitam racionalizar o uso da energia, quantifican-do os benefícios económicos e ambientais destas acções. Learning Outcomes: 1. Compreender os conceitos e fazer cálculos com energia primária, final e útil 2. Compreender o conceito de qualidade de energia 3. Compreender a diferença entre eficiências de 1ª e 2ª Lei 4. Calcular eficiências de 2ª Lei 5. Identificar transições energéticas nos níveis de energia primária e final 6. Compreender a relação entre crescimento económico e uso de energia 7. Analisar o balanço energético de um país/região 8. Calcular o peso das renováveis no mix de energia primária usando diferentes métodos 9. Usar os diagramas Sankey para analisar os fluxos de energia de um país/região 10. Calcular o consumo específico energético de um produto e o impacto de certas medidas de eficiência no consumo específico 11. Calcular o impacto na procura de energia de mudanças na estrutura económica usando a metodologia input-output 12. Estar mais interessado em política energética

Programa

1. Fontes e preços da energia 2. A procura de energia: análise da evolução do consumo de energia em diferentes sectores 3. Energia primária e energia final: o conceito de tep como unidade de energia primária; a economia do Hidrogénio: o possível papel de Hidrogénio como vector energético e as suas implicações ao nível tecnológico 4. A intensidade energética das economias e dos produtos, consequências ambientais. Mercados de carbono 5. Modelos analíticos para a análise energética de sistemas: Representação de sistemas complexos através de: ? diagramas de blocos unitários; caracterização de consumo específico, modelação do consumo específico em função do sistema produtivo, sistemas em série, em paralelo e com retroacção ? tabelas entrada-saída energéticas 6. Aplicação destes modelos em diferentes casos de estudo 7. Metodologia de realização de auditorias energéticas e de planos de racionalização dos consumos energéticos: análise de casos de estudo. Análise de medidas concretas de utilização racional de energia em: ? Caldeiras ? Iluminação ? Dimensionamento de isolamento térmico. ? Bombas de calor. 8. A integração de sistemas como medida de utilização racional de energia: cogeração e integração de equipamentos, a utiliza-ção de energia em cascata. A utilização do hidrogénio como vector energético, as pilhas de combustível.

Metodologia de avaliação

Avaliação por testes e/ou exame final.

Bibliografia

Principal

The Computational Structure of Life Cycle Assessment

Heijungs, R., Suh, S.

2002

Springer, Dordrecht, The Netherlands


Handbook of Industrial Energy Analysis

Boustead, I. and Hancock, G.

1979

Ellis Horwood Limited, John Wiley & Sons.


Energia em Portugal

0

Edições da DGGE.