Disciplina

Área

Área Científica de Engenharia e Arquitectura Naval > Engenharia e Arquitectura Naval

Activa nos planos curriculares

LENO 2021 > LENO 2021 > 1º Ciclo > Área Principal > Comportamento de Estruturas Navais

MENO 2017 > MENO 2017 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Comportamento de Estruturas Navais

MEAN 2006 > MEAN 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Comportamento de Estruturas Navais

Nível

Nota Final =0.80 (Projeto e relatório) +0.20 (Apresentação oral e discussão de projeto). Nota do Projeto terá de ser maior ou igual a 9.5 valores.

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

2.0 h/semana

1.5 h/semana

119.0 h/semestre

Objectivos

Compreender o comportamento global de estruturas dos navios. Ficar a conhecer a distribuição das tensões no casco nos vários modos de flexão e torção. Reconhecer a importância de interação com casco com outras estruturas secundárias. Estudar o comportamento global do casco dos navios em flexão longitudinal sob o efeito das ondas e carga. Saber determinar a distribuição das tensões e deformações que servirá de base à verificação da resistência do casco e ao seu dimensionamento. Analisar o comportamento de estruturas secundárias e de detalhes estruturais.

Programa

Tipos de solicitações estruturais. Modelos de resposta estrutural. Solicitações primárias em águas tranquilas. Determinação do peso dos navios e seus componentes. Determinação das curvas dos pesos e da impulsão. Determinação das curvas de carregamento, dos esforços transversos e momentos fletores. Descrição probabilística das solicitações em águas tranquilas. Solicitações primárias induzidas pelas ondas. Método do equilíbrio estático na onda de projeto. Tratamento aproximado dos efeitos dinâmicos. Análise probabilística dos carregamentos induzidos pelas ondas. Determinação das tensões normais e deformações na estrutura primária do navio. Distribuição das tensões normais no casco. Distribuição das tensões combinadas no casco. Secções compostas de diferentes materiais. Tensões de torção de secção circular sob ação de um momento torsor. Torção em secções com paredes finas. Distribuição das tensões de corte na estrutura primária do navio. Comportamento de estruturas secundárias.

Metodologia de avaliação

Nota Final =0.80 (Projeto e relatório) +0.20 (Apresentação oral e discussão de projeto). Nota do Projeto terá de ser maior ou igual a 9.5 valores.

Pré-requisitos

N/A

Componente Laboratorial

N/A

Princípios Éticos

Todos os membros de um grupo são responsáveis pelo trabalho de grupo. Em qualquer avaliação todo os aluno deve divulgar honestamente qualquer ajuda recebida e fontes usadas. Numa avaliação oral, todo o aluno deverá ser capaz de apresentar e responder a perguntas sobre toda a avaliação.

Componente de Programação e Computação

Desenvolvimento e implementação de aplicações em Matlab ou Excel. Estas componentess contribuem com cerca de 20% para a nota final.

Componente de Competências Transversais

A UC permite o desenvolvimento de competências transversais em pensamento crítico, nomeadamente pensamento estratégico e abordagens à resolução de problemas, na apresentação de projeto. Competências interpessoais e intrapessoais (oral, organizacional e trabalho em equipa, autodisciplina, perseverança, auto-motivação, nas apresentações e projeto, e Literacia da informação e dos media (capacidade de localizar e aceder a informações, bem como para analisar e avaliar os conteúdos dos media. A percentagem de avaliação associada a essas competências é 20%.

Bibliografia

Principal

Strength of Ships

J.R. Paulling

1989

Principles of Naval Architecture, Chap 4, The Society of Naval Architects and Marine Engineers


Strength of Ship s Structures

Muckle, W.

1967

Edward Arnold Pub.


Ship Structural Design

Hughes, O.

1983

J. Wiley.


Theory of Elasticity

S. Timoshenko and J. Goodier

1970

Third Edition, McGraw-Hill.


Theory of Plates and Shells

S. Timoshenko and Woinowsky-Krieger

1983

Second Edition, McGraw Hill.


Behaviour of Ship Structures

Y. Garbatov

2002

Lecture Notes, IST


Torsion and Shear Stresses in Ship

Shama, A.

2010

Springer