Dissertação

{en_GB= Engineering Trust in Complex Networks } {} CONFIRMED

{pt=Num mundo em que são feitas cada vez mais transações económicas pela Internet, a Confiança e a Confiabilidade são essenciais para que muitos serviços funcionem corretamente. Para estudar estes dois elementos, utilizando teoria dos jogos, é comum o uso do Trust Game. Embora a teoria dos jogos dite que, nas interações de uma só jogada, considerando o único equilíbrio de Nash do jogo, os investidores não devem confiar nos receptores, nem devem estes ser confiáveis, dados comportamentais de várias experiências mostram o contrário. Existe, portanto, a questão de como é que a confiança pode ser estabilizada no Trust Game original para capturar o que acontece na realidade. Embora existam vários estudos sobre versões do jogo que consideram reputação ou são jogadas em redes sociais, os efeitos destas componentes em conjunto não são claros. Neste trabalho, propomos um novo modelo, que consiste numa versão do Trust Game com reputação, usando Teoria dos Jogos Evolutiva, jogada tanto em populações finitas não estruturadas como em Redes Sociais, onde introduzimos outras variações com o objetivo de aumentar a Confiança e a Confiabilidade. Concluímos que ter em conta a reputação dos jogadores tem um efeito positivo. Quando jogado numa rede social, a introdução de papeis e estratégias atribuídas com base na rede, nomeadamente os graus dos indivíduos na rede, tem por vezes como consequência um aumento considerável de Confiança e Confiabilidade. As variações mais bem-sucedidas ocorreram quando os indivíduos de maior grau foram considerados investidores e com a introdução de jogadores patológicos na população., en=In a world where every day more economic transactions are done via the internet, Trust and Trustworthiness are pivotal for many services to work properly. To study both of these elements, through game theory, it is common to use the Trust Game. Even though game theory dictates that in one-shot interactions, namely by means of the game’s unique Nash equilibrium, investors should not trust the trustees nor should these be trustworthy, behavioral data from several experiments shows the opposite. Hence, there is the question of how trust can be stabilized in the original Trust Game in order for it to capture what happens in reality. Several studies emerged, addressing versions of the game, that consider reputation or are played in social networks, the effects of combining both of these components, however, are not clear. In this work, we propose a new model, consisting of a Trust Game version with reputation, using Evolutionary Game Theory as a framework, played in both finite unstructured populations and in static social networks, where we introduce other variations with the objective of increasing Trust and Trustworthiness in the population. We conclude that taking into account players' reputation has a positive effect. When played in a Social Network, the introduction of network based role and strategy assignment, namely based on individuals' degree in the Network, may yield a considerable increase of Trust and Trustworthiness. The most successful variations were when considering the more connected individuals as Investors and the introduction of pathological players in the population.}
{pt=Confiança, Teoria dos Jogos Evolutiva, Redes Sociais, Reputação, Teoria dos Jogos, en=Trust, Evolutionary Game Theory, Social Networks, Reputation, Game Theory}

Junho 17, 2020, 16:30

Orientação

ORIENTADOR

Fernando Pedro Pascoal dos Santos

Universidade de Princeton, USA

Investigador

ORIENTADOR

Francisco João Duarte Cordeiro Correia dos Santos

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado