Dissertação

{en_GB=Using Robots to make Computational Thinking Accessible to Children with Vision Impairments} {} EVALUATED

{pt=Tal como aprender a ler e a escrever, o pensamento computacional está a tornar-se uma ferramenta importante na educação das crianças. As crianças com deficiências visuais ainda encontram muitas barreiras nas ferramentas que permitem a aprendizagem destas competências. Grande parte das ferramentas têm uma apresentação visualmente exigente. Abordagens anteriores já consideram a utilização de blocos tangíveis para programar, porém o resultado consiste em histórias áudio ou música. Para preencher esta lacuna, propomos um sistema totalmente tangível que cative as crianças para aprenderem pensamento computacional. Conduzimos entrevistas com professores para compreender os métodos e conceitos pelo os quais as crianças devem começar a aprendizagem. Com um grupo de referência de educadores identificámos as qualidades e falhas presentes nos ambientes de programação atuais. Num segundo estudo com crianças com deficiências visuais para testar um primeiro protótipo, seguimos uma metodologia Wizard-of-Oz. Por fim, conduzimos um estudo remoto com famílias com crianças com deficiências visuais nassuas casas. Com este trabalho contribuímos com um conjunto de qualidades que os ambientes de programação devem ter para serem inclusivos a crianças com diferentes habilidades visuais, e evidências que ferramentas tangíveis com robôs são um caminho a perseguir., en=Computational Thinking is becoming a fundamental literacy skill, such as reading and writing, and expected to be used worldwide by the middle of the century. Visually impaired students can find many barriers in learning computer science. These barriers start with inaccessible tools, where the outputs are usually visually-demanding. Previous approaches already use tangibles to program, however the output usually consists of audio stories or music. To bridge this gap, we propose a fully tangible system to engage children in learning computational thinking. We conducted interviews with computer science teachers to understand with which methods and concepts should children initiate their learning. We sought to understand the qualities and flaws present in current programming environments by conducting a focus group with educators. And a second formative study following a Wizard-of-Oz methodology with children playing with a first prototype. Finally, we conducted a remote user study with families at their homes. We contribute with a set of qualities that programming environments should have to be inclusive to children with different visual abilities, and evidence that inclusive tangible robot-based programming is worth pursuing.}
{pt=Pensamento computacional, Programação, Colaboração, Cegos, Acessibilidade, en=Computational Thinking, Computer Science, Programming, Collaboration, Visually Impaired, Accessibility}

Outubro 1, 2020, 13:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Hugo Miguel Aleixo Albuquerque Nicolau

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Ana Cristina de Oliveira Tomé Lopes Pires

Departamento de Informática - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Investigador