Dissertação

{pt_PT=Synthetic Characters for Creative Child-Computer Interaction} {} EVALUATED

{pt=A criatividade é tida como uma abilidade que pode ser desenvolvida e melhorada. Dado que as abilidades criativas são desejáveis nas sociedades actuais, é importante desenvolvê-las desde criança. No entanto, parece existir uma falta de ferramentas para este efeito. Apresentamos o Cubus, uma ferramenta que utiliza personagens sintéticas e autónomas para estimular a geração de ideias em grupos de crianças durante a actividade de contar histórias. Esta ferramenta permite criar uma história e transformá-la num filme através da técnica de stop-motion. No decorrer do desenvolvimento desta ferramenta foi criada uma metodologia que consideramos adequada para assitir o desenho de ferramentas cujo propósito é ajudar utilizadores numa tarefa. Esta metodologia consiste num ciclo de desenvolvimento iterativo onde vários estudos com utilizadores são conduzidos para informar e validar escolhas relacionadas com o desenho da ferramenta. Adicionalmente, é proposta uma metodologia de avaliação da criatividade que contempla diferentes aspectos da criatividade. Esta metodologia é concretizada na avaliação criativa do Cubus. No decorrer da nossa avaliação sobre como o Cubus suporta a criatividade, avaliámos a geração de ideias de grupos de crianças durante o processo criativo de criar uma história e o produto criativo resultante deste processo, um filme em stop-motion. Os resultados desta avaliação demonstram que os comportamentos das personagens sintéticas do Cubus conseguiram estimular, de forma significativa, a geração de ideias das crianças. Adicionalmente, os resultados em relação ao produto parecem mostrar que os comportamentos autónomos das nossas personagens não conseguiram influenciar o produto criativo gerado pelas crianças., en=Creativity is known as an ability that can be developed and improved. Since creative abilities are desired in most modern societies, it becomes important to develop activities that stimulate creativity at a very young age. It seems, however, there is a lack of tools to support creative activities for children. We present Cubus, a tool that uses autonomous synthetic characters to stimulate idea generation in groups of children during a storytelling activity. With Cubus, children can invent a story and use the stop-motion technique to create a movie depicting it. This work yielded a useful methodology that we consider can aid the design of tools which assist users in their task. This methodology consists in an iterative development where several user studies are carried out to inform and validate design choices during a tool's different development stages. Additionally, a methodology to evaluate the different aspects of creativity is also presented and implemented during our creativity evaluation with Cubus. To evaluate how Cubus supports creativity, we investigated the number of ideas generated by groups of children during their creative process of creating and recording a story and the creativity of the product this process originated, a stop-motion movie. Results showed that the embodied synthetic characters with autonomous behavior of Cubus contributed to the generation of more ideas in children, a key aspect of creativity. Regarding the creative product, results suggest that Cubus agents' autonomous behaviors were unable to influence children's creative products, the stop-motion movies.}
{pt=personagens sintéticas, geração de ideias, criatividade social, crianças, agentes não-humanóides, ferramenta de apoio à criatividade, en=synthetic agents, idea generation, social creativity, children, non-humanoid agents, creative support tool}

Junho 7, 2017, 13:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Carlos António Roque Martinho

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar