Dissertação

{pt_PT=O Impacto da Honra e Vergonha em Dilemas de Bens Públicos - Um estudo sobre a emergência da cooperação} {} EVALUATED

{pt=Desde o início dos tempos a cooperação entre indivíduos existe e é necessária à manutenção de populações, no entanto explicar como esta emerge e se mantém, afastando o egoísmo racional que ainda hoje é previsto pela economia clássica, continua uma questão em aberto. Compreender como o altruísmo emerge, pode ser a chave para resolver vários problemas atuais, desde a sustentabilidade ambiental ao bem-estar económico. Para compreender este fenómeno, faz-se uso de modelos de situações mais simples que traduzam episódios do quotidiano e que possam ser observáveis. Neste trabalho usamos os paradigma dos Jogos de Bens Públicos, usado para estudar a dinâmica evolutiva de cooperadores e desertores numa população na qual grupos de pessoas interagem. No entanto o comportamento humano é mais complexo do que apenas duas decisões, e por isso modelamos as ações como um intervalo contínuo em que um individuo pode cooperar a diferentes níveis. Recorremos a simulações computacionais de populações multi-agentes, onde cada agente age e aprende usando processos propostos pela Teoria dos Jogos Evolutiva e estudamos a evolução em diferentes tipos de estruturas sociais, aqui representadas através de redes complexas. Com este estudo propomos um modelo para a emergência da cooperação: a honra e vergonha. Concluímos que a estrutura da rede e o conhecimento que um individuo tem sobre o grau dos outros na rede afetam a aprendizagem e que de uma forma geral a honra e a vergonha têm um impacto positivo no comportamento altruísta, que é mais intenso quando combinadas., en=From the beginning of time cooperation between individuals exists and is necessary for the maintenance of populations, but explaining its emergence and maintenance, overcoming the rational egoism that is still foreseen by classical economics, remains an open question. Understanding how altruism emerges can be the key to solving various current problems, from environmental sustainability to economic well-being. To understand this phenomenon, models of simpler situations that translate episodes of daily life and that can be observable are used. In this work we use the Public Goods Games paradigm, used to study the evolutionary dynamics of cooperators and defectors in a population in which groups of people interact. However human behavior is more complex than just two decisions, and so we model actions as a continuous interval in which an individual can cooperate at different levels. To obtain results computational simulations of multi-agent populations are used, where each agent learns using processes proposed by Evolutionary Game Theory and we study the evolution in different types of social structures represented here through complex networks. Well-mixed structures (all agents interact with equal probability) and heterogeneous interaction networks (scale-free). With this study we propose a model for the emergence of cooperation: honor and shame. We conclude that the structure of the network and the knowledge that an individual has about the degree of others in the network affect learning and that in a general way honor and shame have a positive impact on altruistic behavior, which is more intense when combined.}
{pt=cooperação, jogos de bens públicos, teoria dos jogos evolutiva, sistemas regulares, sistemas complexos, modelação, en=cooperation, public goods games, evolutionary game theory, regular systems, complex systems, modeling}

Novembro 9, 2017, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Francisco João Duarte Cordeiro Correia dos Santos

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado

ORIENTADOR

Fernando Pedro Pascoal dos Santos

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Colaborador Docente