Dissertação

{en_GB=GradeMe - Studying peer-grading in in-person learning} {} EVALUATED

{pt=O uso da classificação por pares em ambientes educacionais tem sido estudado há vários anos e os resultados mostraram que é possível obter notas semelhantes entre alunos e professores, tornando a avaliação confiável e também aumentando a escala de determinados cursos, pois este método de avaliação alivia a carga de trabalho dos professores, permitindo mais cursos que usam aprendizagem mista combinado com capacidades de gamificação. A pesquisa atual, no entanto, não investigou se as relações sociais entre os alunos afetam as classificações dadas. Este trabalho foca-se nas relações sociais entre os estudantes do ensino superior, no seu estatuto sociométrico e como este pode afetar a precisão e a qualidade da classificação por pares num ambiente de aprendizagem mista gamificado. Usou-se uma versão aprimorada de um plug-in existente, destinado a trazer capacidades de classificação por alunos para a plataforma Moodle. Esta nova versão inclui novos recursos que permitem a recolha de informações sobre os relacionamentos de alunos com os seus colegas. No final do semestre, os dados foram recuperados e analisados. Não encontramos nenhuma indicação de bias significativo nas tarefas de avaliação por pares de alunos que demonstraram uma preferência ou descontentamento em relação a um determinado colega. Alunos de diferentes grupos de estatuto sociométrico apresentaram notas semelhantes com os professores em geral, embora certos grupos tenham demonstrado mais inclinação para fornecer notas deflacionadas e outros grupos para inflacionar. Em resumo, concluímos que, nesse contexto, a classificação por pares pode ser usada como uma forma legítima e imparcial de classificação., en=The use of peer grading in educational environments has been studied for several years and the results showed it is possible to obtain similar grades between students and professors, making the assessment reliable and also giving the possibility to increase the scale of courses, as this assessment method alleviates some of the grading burden from professors, allowing for more courses that use blended learning with gamification capacities. Current research, however, has not investigated if social relationships between students affect grading. Our work focuses on whether social relationships between higher education students and their sociometric status affects the accuracy and quality of peer grading in a gamified blended learning environment. We used an improved version of an existing plug-in, meant to bring peer grading capacities to the Moodle platform. This new version includes new features that allow the collection of information regarding the student’s relationships with their peers. This plug-in was then used in the Multimedia Content Production course and, at the end of the semester, the data was retrieved and analyzed. We did not find any indication of significant bias in the peer grading assignments from students which had shown preference or displeasure towards a given colleague. Students from different sociometric status groups showed similar matching grades with the professors overall, though certain groups showed more inclination to provide deflated grades and other groups to inflate. In short, we conclude that, in this context, peergrading can be used as a legitimate, unbiased form of grading.}
{pt=Avaliação de Pares, Aprendizagem Mista, Ambientes de Aprendizagem Virtuais, Gamificação, Moodle., en=Peer grading, Blended Learning, Virtual Learning Environments, Gamification, Moodle.}

Novembro 29, 2019, 10:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Daniel Jorge Viegas Gonçalves

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado

ORIENTADOR

Hugo Miguel Aleixo Albuquerque Nicolau

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar