Dissertação

{en_GB=The professional careers of retired football players} {} EVALUATED

{pt=A carreira de jogador profissional de futebol tem uma menor duração que a maioria das carreiras e os jogadores reformam-se com uma idade jovem. No entanto, contrariamente à crença comum, nem todos os atletas reformados conseguem depender financeiramente dos lucros da carreira desportiva durante o resto da vida, e alguns atletas reformados seguirão uma atividade profissional secundária, como empregados assalariados ou empreendedores. O objetivo desta dissertação é estudar como características de capital humano e da carreira dos jogadores influenciam a probabilidade de regressar ao mercado de trabalho após reforma do futebol, e no caso de regressarem, a escolha entre se tornarem empreendedores ou empregados. Utilizámos dados dos anos 1991 a 2017, recolhidos da base de dados Quadros de Pessoal, e aplicámos modelos Logit utilizando o software Stata. Os resultados sugerem que um aumento no total de salários durante a carreira de jogador diminui a probabilidade de seguir uma carreira secundária, enquanto uma idade da reforma superior e uma carreira de jogador mais longa a aumentam. Em relação à probabilidade de seguir empreendedorismo, a idade da reforma, o intervalo entre a reforma e o regresso ao mercado de trabalho e o total de salários, mostram uma relação positiva com esta probabilidade. Concluímos que ter um trabalho adicional durante a carreira atlética traduz-se em maior probabilidade de regressar e que experiência empreendedora aumenta a probabilidade de se tornar empreendedor. O efeito da educação não é significativo para a decisão de regresso, mas ter educação secundária aumenta a probabilidade de regressar como empreendedor., en=Professional football player careers have a shorter duration than most common careers and players retire at a young age. However, contrarily to common belief, not all retired athletes can financially rely on their revenues from sport for the rest of their lives, and some retired players will pursue a secondary professional activity, either as a salaried employee or as an entrepreneur. The goal of this dissertation is to study how players’ human capital and career characteristics influence the probability of returning to the labour market upon retiring from football, and in the case of doing so, the choice of becoming an entrepreneur versus an employee. We used data from the years of 1991 to 2017, provided by the dataset Quadros de Pessoal, and applied Logit models using the Stata software. The results suggest that an increase in the total amount received in wages as players decreases the probability of pursuing a secondary career, while a higher retirement age and a longer player career increases it. Regarding the probability of pursuing entrepreneurship, the retirement age, the gap between retirement and reemployment and the total of the wages, all show a positive relation with this probability. We conclude that an additional job during the athletic career translates in higher chances of returning and experience as entrepreneur increases the probability of becoming one. The education level effects are not significant to the return decision but having secondary education increases the chances of becoming an entrepreneur. }
{pt=reforma de carreira desportiva, reemprego, empreendedorismo, modelo Logit, modelo escolha discreta, futebol profissional, en=sports career retirement, reemployment, entrepreneurship, Logit model, discrete choice model, professional football}

Janeiro 22, 2021, 9:30

Orientação

ORIENTADOR

António Sérgio Constantino Folgado Ribeiro

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar Convidado

ORIENTADOR

Francisco Miguel Garcia Gonçalves de Lima

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado