Dissertação

{pt_PT=Emprego, Intensidade Tecnológica e Qualificações} {} EVALUATED

{pt=A mudança tecnológica e a inovação afetam inúmeras áreas da sociedade, e em particular o mercado de trabalho, alterando a relação entre o emprego e a procura por determinadas qualificações. A presente dissertação pretende analisar como a intensidade tecnológica influencia a duração do emprego, tendo em conta o capital humano dos trabalhadores, tendo por base os dados obtidos no Inquérito ao Emprego de 2011 a 2013, do Instituto Nacional de Estatística. Esta análise é realizada a partir de um modelo econométrico de proportional hazards (piecewise exponential), devido à sua adequação aos nossos dados. A análise descritiva centra-se em sete determinantes que podem influenciar a duração do emprego, sendo eles o tempo de serviço, a idade, o género, a escolaridade, o tipo de contrato de trabalho, a intensidade tecnológica e de conhecimento do setor e, ainda, a interação entre esta última covariável com a escolaridade. Os resultados revelam que existe uma menor hazard de desemprego para trabalhadores com uma elevada duração de emprego, que possuam uma qualificação superior, que desenvolvam as suas funções em setores intensivos em tecnologia e conhecimento e para trabalhadores do género masculino. Verificou-se, por sua vez, uma maior hazard de desemprego em indivíduos com um contrato de trabalho com termo. No que diz respeito aos trabalhadores com qualificação superior, a trabalhar em setores intensivos em tecnologia e conhecimento, não conseguimos obter uma conclusão sólida, uma vez que os nossos resultados não se mostraram estatisticamente significativos. , en=Technological change and innovation affect many areas of society, and in particular the labor market, by changing the relationship between employment and demand for certain skills. The present dissertation aims to analyze how technological intensity influences the employment duration, taking into account the human capital of the workers, based on the data obtained in the 2011 to 2013 Employment Survey of the National Statistics Institute. This analysis is based on an econometric model of proportional hazards (piecewise exponential), due to its adequacy to our data. The descriptive analysis focuses on seven determinants that may influence the employment’s duration, such as length of service, age, gender, schooling, type of employment contract, technological and knowledge intensity of the sector and, finally, the interaction between the latter covariate and schooling. The results show that there is a lower hazard of unemployment for workers with a high duration of employment, who have a higher qualification, who perform their functions in sectors that are intensive in technology and knowledge and for male workers. There was, in turn, a greater hazard of unemployment in individuals with a term contract. With regard to workers with higher qualifications, working in sectors that are intensive in technology and knowledge, we have not been able to reach a solid conclusion, since our results were not statistically significant. }
{pt=Qualificações, Tecnologia, Duração do Emprego, Capital Humano, Modelos de Duração., en=Skills, Technology, Duration of Employment, Human Capital, Duration Models.}

Maio 8, 2019, 15:30

Orientação

ORIENTADOR

Hugo Miguel Fragoso de Castro Silva

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar Convidado