Disciplina

Área

Área Científica de Engenharia e Gestão de Sistemas > Decisão e Informação

Activa nos planos curriculares

MEGIE 2019 > MEGIE 2019 > 2º Ciclo > Opções > Sistemas de Saúde

MPSR2016 > MPSR2016 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Sistemas de Saúde

MEBiom 2006 > MEBiom 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Sistemas de Saúde

Nível

Três componentes obrigatórias de avaliação: a) Projecto de grupo num tema com aplicação ao sector de saúde português (apresentado e discutido em aula) (35%). b) Resolução de exercícios com implementação em Excel (10%); c) Exame final (55%) com a duração de 2 horas.

Tipo

Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

3.0 h/semana

1.5 h/semana

105.0 h/semestre

Objectivos

A disciplina de Sistemas de Saúde pretende introduzir os alunos a um conjunto de conceitos e metodologias de base para a análise de ganhos de saúde e para a melhoria da gestão de sistemas de saúde. A disciplina encontra-se organizada em três grandes áreas – conceitos chave para a gestão de sistemas de saúde, avaliação de tecnologias de saúde, e métodos quantitativos para apoiar a política, a gestão e a decisão clínica – que pretendem potenciar o entendimento dos alunos sobre o contexto das organizações onde irão desenvolver a sua actividade, e sobre que tecnologias podem melhorar a gestão de sistemas de saúde.

Programa

I. Aspectos chave na gestão de sistemas de saúde Valores e objectivos de política no sector da saúde. Falhas de mercado e princípios para a intervenção governamental. Abordagens para a organização do sector da saúde. Estratégias de contenção de custos. II. Avaliação de tecnologias de saúde Difusão de tecnologias no sector da saúde. Princípios teóricos de avaliação. Metodologias para a avaliação de tecnologias. Medição de ganhos em saúde. Avaliação e regulação de diferentes tipos de tecnologias. Prioritização e distribuição de recursos. III. Métodos quantitativos para apoiar o planeamento, a gestão e a prática clínica Portefólio de técnicas para ajudar os políticos, gestores e clínicos a melhorar a equidade, eficiência, qualidade, segurança e custos. Análise de modelos e técnicas, incluindo: medição de necessidades de cuidados; afectação de recursos; planeamento de capacidades; gestão de projectos e de operações; sistemas de apoio à decisão clínica. IV. Discussão de casos de estudo

Metodologia de avaliação

Três componentes obrigatórias de avaliação: a) Projecto de grupo num tema com aplicação ao sector de saúde português (apresentado e discutido em aula) (35%). b) Resolução de exercícios com implementação em Excel (10%); c) Exame final (55%) com a duração de 2 horas.

Bibliografia

Principal

Methods for the Economic Evaluation of Health Care Programmes (Third Edition)

Drummond, M.F., Sculpher, M.J., Torrance, G.W., O’Brien, J.J., Stoddart, G.L.

2005

Oxford University Press.


Quantitative Methods in Health Care Management: Techniques and Applications (Second Edition)

Ozcan, Y.

2009

Jossey-Bass


An Introduction to Health: Policy, Planning, and Financing

Abel-Smith,B.

1994

Longman


Economics of Health and Health Care (Fifth Edition)

Folland, S., Goodman, A., Stano, M.

2007

Prentice Hall