Disciplina

Área

Área Científica de Engenharia e Gestão de Sistemas > Decisão e Informação

Activa nos planos curriculares

METI 2018 > METI 2018 > 2º Ciclo > Áreas Complementares > Modelos de Apoio à Decisão

MEAer 2017 > MEAer 2017 > 2º Ciclo > Especializações > Aviónica > Opções > Opções 8º Semestre > Modelos de Apoio à Decisão

MEBiom 2021 > MEBiom 2021 > 2º Ciclo > Área Principal > Perfis > Perfil de Engenharia Clínica > Opções > Modelos de Apoio à Decisão

MEGI 2021 > MEGI 2021 > 2º Ciclo > Área Principal > Obrigatórias > Modelos de Apoio à Decisão

MEGIE 2019 > MEGIE 2019 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Modelos de Apoio à Decisão

MECD2019 > MECD2019 > 2º Ciclo > Opções > Modelos de Apoio à Decisão

MEGE 2021 > MEGE 2021 > 2º Ciclo > Área Principal > Tronco Comum > Modelos de Apoio à Decisão

MEGI 2006 > MEGI 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Modelos de Apoio à Decisão

MEE 2006 > MEE 2006 > 2º Ciclo > Tronco Comum > Opção de Gestão > Modelos de Apoio à Decisão

MEGE > MEGE > 2º Ciclo > Formação Comum > Modelos de Apoio à Decisão

MERC 2006 > MERC 2006 > 2º Ciclo > Área de Especialização Complementar > Liderança, Organização, Economia e Gestão > Modelos de Apoio à Decisão

MEIC-T 2006 > MEIC-T 2006 > 2º Ciclo > Opções > Modelos de Apoio à Decisão

MPOT2010 > MPOT2010 > 2º Ciclo > Modelos de Apoio à Decisão

MEIC-A 2006 > MEIC-A 2006 > 2º Ciclo > Opções > Modelos de Apoio à Decisão

MEBiom 2006 > MEBiom 2006 > 2º Ciclo > Perfis > Engenharia Clínica > Tronco Comum > Modelos de Apoio à Decisão

Nível

A avaliação é efetuada através de três trabalhos em grupo (P1, P2 e P3) e de um exame individual (E). Num trabalho de grupo (P1) os alunos apresentam um ensaio sobre um tópico específico da matéria leccionada ou com ela relacionada; num segundo trabalho de grupo (P2) os alunos estruturam problemas caraterizados por incerteza, constroem modelos e implementam-nos em software apropriado; num terceiro trabalho de grupo (P3) os estudantes constroem um modelo multicritério de avaliação para auxiliar um decisor num problema real. A nota final (G) resulta das notas obtidas nas componentes antes referidas G = 0.10P1 + 0.15P2 + 0.35P3 + 0.40E.

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

1.5 h/semana

1.25 h/semana

0.5 h/semana

122.5 h/semestre

Objectivos

Esta unidade tem como objetivo introduzir os alunos a modelos, processos e ferramentas para ajudar decisores a estruturar e explorar decisões caracterizadas por objetivos múltiplos, incerteza, complexidade e diferenças de opinião. Após concluir esta unidade, o estudante: • estará familiarizado com estratégias de tomada de decisão em contextos públicos e privados, e com as “armadilhas” existentes na avaliação de alternativas e na afetação de recursos; • estará familiarizado com os conceitos-chave teóricos e metodológicos de tomada de decisão e de apoio à decisão; • estará familiarizado com modelos, processos e técnicas para ajudar a estruturar e analisar decisões caracterizadas por múltiplos objetivos, incerteza, complexidade e diferenças de opinião; • conhecerá exemplos reais de aplicações de análise de decisão e conferências de decisão em organizações; • terá desenvolvido competências em análise de decisão e modelação; • será capaz de selecionar e usar software de apoio à decisão.

Programa

A problemática da tomada de decisão. Importância na engenharia e gestão. Características do contexto de decisão. Estratégias de tomada de decisão. Dos dados ao apoio à tomada de decisão. Incerteza e complexidade. Valor e risco. Objetivo da Análise de Decisão (AD). Escolas de AD e fundamentos teóricos. A problemática da ajuda à decisão. Estratégias de intervenção: do paradigma da otimização ao paradigma da aprendizagem. Análise de valor e utilidade. Decisão em grupo: processo de conferência; outras abordagens de grupo e votação. Conceitos, modelos, técnicas e software para apoio à decisão (com estudo de casos): 1. Árvores de decisão e diagramas de influência; PRECISIONTREE. 2. Redes bayesianas; NETICA. 3. Modelação de probabilidades e análise de risco; @RISK. 4. Mapeamento causal; DECISION EXPLORER. 5. Decisão em grupo; WELPHI. 6. Avaliação multicritério; M-MACBETH. 7. Afetação de recursos e negociação; PROBE e M-MACBETH.

Metodologia de avaliação

A avaliação é efetuada através de três trabalhos em grupo (P1, P2 e P3) e de um exame individual (E). Num trabalho de grupo (P1) os alunos apresentam um ensaio sobre um tópico específico da matéria leccionada ou com ela relacionada; num segundo trabalho de grupo (P2) os alunos estruturam problemas caraterizados por incerteza, constroem modelos e implementam-nos em software apropriado; num terceiro trabalho de grupo (P3) os estudantes constroem um modelo multicritério de avaliação para auxiliar um decisor num problema real. A nota final (G) resulta das notas obtidas nas componentes antes referidas G = 0.10P1 + 0.15P2 + 0.35P3 + 0.40E.

Pré-requisitos

Formação básica em matemática obtida ao nível da licenciatura.

Componente Laboratorial

Os alunos aprendem a trabalhar com software especializado para lidar com problemas de análise de decisão (ver as ferramentas indicadas em letras maiúsculas em cada um dos pontos do programa).

Princípios Éticos

Todos os membros de um grupo são responsáveis pelo trabalho do grupo. Em qualquer avaliação, todo aluno deve divulgar honestamente qualquer ajuda recebida e fontes usadas. Numa avaliação oral, todo aluno deverá ser capaz de apresentar e responder a perguntas sobre toda a avaliação.

Componente de Programação e Computação

Uso dos sistemas de apoio à decisão PrecisionTree, @RISK, PROBE, M-MACBETH e WELPHI.

Componente de Competências Transversais

A UC permite desenvolver Competências Transversais em vários dos grupos definidos no Relatório da Comissão para as Competências Transversais principalmente no contexto dos trabalhos desenvolvidos nesta UC e que valem 20% da nota final. Destacam-se as componentes de “Pensamento Crítico e Inovador” (de pensamento estratégico sobre como apoiar a tomada de decisão em contextos de complexidade e de abordagens à resolução de problemas), de “Competências Interpessoais” (com trabalho de grupo e apresentações orais de projeto), de “Cidadania” (pela compreensão sobre aspetos de decisão em grupo, votação e relacionados), e sobre “Literacia da informação” (com perspetiva crítica sobre o uso de dados e a recolha de preferências, e com uso de pesquisas bibliográficas em algumas componentes de avaliação).

Bibliografia

Principal

Making Hard Decisions with Decision Tools (3rd edition)

R.T. Clemen & T. Reilly

2021/2022

2013, South-Western, Cengage Learning


Decision Analysis for Management Judgement (5th edition)

P. Goodwin & G. Wright

2021/2022

2014, John Wiley and Sons


Multiple Criteria Decision Analysis: An Integrated Approach

Belton, V. & T. Stewart

2021/2022

2002, Kluwer Academic Publishers


Smart Choices: A Practical Guide to Making Better Decisions

J.S. Hammond, R.L. Keeney & H. Raiffa

2021/2022

1998, Harvard Business School Press