Dissertação

{pt_PT=Controlo automático da tensão da rede elétrica BT com um sistema de microgeração} {} EVALUATED

{pt=A presente dissertação tem como foco principal o estudo e desenvolvimento de uma solução centralizada de modo a ser possível mitigar uma sobretensão num microgerador conectado a uma rede de baixa tensão. Desde 2014, através do Decreto-Lei nº153/2014, em Portugal, é possível aos utilizadores domésticos de energia elétrica participar no mercado de produção de energia elétrica através da microgeração, com as Unidades de produção para autoconsumo (UPAC) e com as Unidades de pequena produção (UPP). Apesar desta descentralização de produção de energia elétrica apresentar variadas vantagens, também apresenta desvantagens ao nível da qualidade da energia elétrica (QEE). Uma desvantagem significativa é o facto de que com a ligação de um ou mais microgeradores a uma rede de baixa tensão poderão ocorrer sobretensões, quando o valor eficaz de tensão for superior ao valor máximo da tensão definido pela norma NP EN 50160. Neste contexto, pretende-se realizar o controlo da tensão aos terminais de um microgerador, a nível local. Assim, desenvolveu-se um controlador de tensão que atua de modo a controlar uma possível sobretensão, através do consumo de potência reativa da rede elétrica e da redução da potência ativa injetada na rede. Para além disso, no processo de controlo, privilegia-se a maximização da potência ativa produzida pelo microgerador, a injetar na rede. Para se testar o desempenho do controlador simulou-se uma rede de baixa tensão recorrendo ao MATLAB®. Além disso realizou-se uma montagem laboratorial, à escala, utilizando um microgerador disponível comercialmente, por forma a obter validação experimental do método de controlo proposto., en=This thesis has as main focus the study and development of a centralized solution to be able to control an overvoltage in a microgenerator connected to a low voltage network. Since 2014, through Decree-Law nº153 / 2014, in Portugal, domestic electric energy users can participate in the electric energy production market through micro-generation, namely with the Self-Consumption Production Units (UPAC) and with the Small Production Units (UPP). Although this decentralization of electricity production has several advantages, it also has disadvantages in terms of the quality of electricity (QEE). A significant disadvantage is the fact that with the connection of one or more micro-generators to a low voltage network, overvoltages may occur, that is, when the effective voltage value is higher than the maximum value of the voltage defined by standard NP EN 50160. In this sense, the intention is to carry out the voltage control at the terminals of a micro-generator, locally. For this purpose, a voltage controller was developed that acts to control possible overvoltage through the consumption of reactive power from the electrical network, and by reducing the active power injected into the grid. Besides, in the control process, it is privileged to maximize the active power produced by the micro-generator, to be injected into the network. To test the performance of the controller, a low voltage network was simulated using MATLAB®. In addition, a laboratory assembly was carried out, to scale, using a commercially available microgenerator, to obtain experimental validation of the proposed control method.}
{pt=sobretensão, potência ativa, microgerador, controlo, fator de potência, rede de baixa tensão, en=overvoltage, active power, microgenerator, control, power factor, low voltage network}

Janeiro 29, 2021, 14:0

Orientação

ORIENTADOR

Sónia Maria Nunes dos Santos Paulo Ferreira Pinto

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Associado

ORIENTADOR

Pedro Miguel Batista de Sousa Correia da Costa

Área Científica de Energia (Energia)

Especialista