Dissertação

{pt_PT=Coligações de Consumidores na Contratação Bilateral de Energia em Mercados Liberalizados} {} EVALUATED

{pt=A liberalização do sector elétrico levou à abertura dos sectores de produção e comercialização, o que mudou drasticamente a maneira como a energia é transacionada. Esta mudança de paradigma levou à entrada de novas empresas nas actividades de produção e comercialização, aumentando a competitividade dos negócios e assegurando a liberdade de escolha dos comercializadores e consumidores. Enquanto que no mercado grossista a comercialização de electricidade pode ser realizada em mercados organizados ou através de contratação directa entre produtores e comercializadores (ou grandes consumidores) através do recurso a contratos bilaterais, no mercado retalhista os consumidores (por norma pequenos ou médios) podem sujeitar-se ao mercado regulado sendo-lhes aplicada a tarifa regulada, ou podem também eles recorrer à contratação bilateral. Embora a negociação de contratos bilaterais de energia seja tipicamente efectuada individualmente entre uma parte compradora e uma parte vendedora, existem estratégias para a criação de coligações de consumidores que lhes permitem partir para negociação com uma posição reforçada, dado o volume de negócio que podem representar para o comercializador. Os capítulos iniciais da presente dissertação efectuam a contextualização do tema, sendo posteriormente definida uma estratégia de negociação para um comercializador para fazer face ao perfil de consumo de um comprador e definido um modelo de negociação em equipa. Apresenta-se um caso de estudo que recorre a um simulador que utiliza Agentes Autónomos Computacionais para comprovar os benefícios do recurso a coligações de consumidores., en=The liberalization of the electric sector led to the opening of the production and commercialization sectors which drastically changed the way energy is transacted. This shift in the paradigm led to the opportunity for new companies to enter into production and commercialization activities, thus increasing business competitiveness and ensuring a free choice of retailers (in the choice of producer) and consumers (in the choice of retailer). While in the wholesale market electricity can be traded on organized markets or through direct contracting between producers and retailers (or large consumers), in the retail market consumers (usually small or medium) can subject to the regulated market and the regulated tariff is applied to them or they may consider using bilateral contracts with their retailers. Although the negotiation of bilateral energy contracts is typically carried out individually between a buyer and a seller, there are strategies for creating consumers’ coalitions that allow them to trade with a stronger position given the “volume of business” they can represent for the retailers. In this sense, the initial chapters of the present dissertation contextualize the theme, and the subsequent chapters define a trading strategy for a retailer as well as a team negotiation model. A case study is presented that uses a multi-agent simulator system to investigate the benefits of the consumer coalitions and the application of different team negotiation strategies for the establishment of an agreement with an energy marketer. }
{pt=Contratação Bilateral, Mercado Retalhista, Coligações de Consumidores, Agentes Autónomos Computacionais, Sistema Multi-Agente MANREM., en=Bilateral Contracts, Retail Market, Consumers’ Coalition, Autonomous Software Agents, Multi-Agent System}

Fevereiro 1, 2018, 14:30

Orientação

ORIENTADOR

Fernando Jorge Ferreira Lopes

INEG

Investigador

ORIENTADOR

João José Esteves Santana

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Catedrático