Dissertação

{en_GB=Survival Analysis of Cancer Patients in Portugal following the Reference Centre Model Implementation } {} EVALUATED

{pt=A doença oncológica tem uma elevada incidência global, tendo afetado perto de dezoito milhões de pessoas em todo o mundo em 2018. Em Portugal, a doença oncológica foi diagnosticada a cerca de sessenta mil pessoas em 2018, tendo sido também a segunda principal causa de morte nesse mesmo ano. Desde a implementação do primeiro Centro de Referência (CR) para oncologia em Portugal, em 2015, não foi ainda feito um estudo de sobrevivência de pacientes oncológicos que foram tratados em CRs. Nesta Dissertação de Mestrado faz-se uma análise de sobrevivência para seis tipos de cancro para os quais houve a criação de CRs de oncologia em Portugal: hepatobiliar, pancreático, sarcomas, esofágico, onco-oftalmologia e testicular. O objetivo é aferir o impacto da criação de CRs na sobrevivência destes pacientes. São considerados pacientes com episódios com alta hospitalar entre 2010 e 2019. Cada grupo de pacientes é analisado de acordo com as melhores práticas da literatura: procede-se à análise descritiva dos dados, estimam-se curvas de sobrevivência com recurso ao método de Kaplan-Meier e taxas de risco para diferentes covariáveis usando modelos multivariável estendidos de Cox. Os resultados obtidos suportam a implementação e incentivam o aprofundar do modelo de CRs para oncologia em Portugal, já que os pacientes oncológicos tratados em CRs têm, em geral, uma maior probabilidade de sobrevivência a cada momento, quando comparados com pacientes que não têm nenhum episódio num CR. , en=Cancer has a globally high incidence, having affected around eighteen million people all over the world in 2018. In Portugal, approximately sixty thousand individuals have been diagnosed with cancer during 2018, being the second leading cause of death in that year. Ever since the implementation of the first oncology Reference Centre (RC) in Portugal, in 2015, there has not been a study of the impact on survival for cancer patients who have been treated in RCs in Portugal. This Master Dissertation performs a survival analysis on data from a set of six cancer types which have seen the creation of oncology RCs in Portugal: hepatobiliary, pancreatic, sarcomas, oesophageal, onco-ophthalmology and testicular. The aim is to assess the impact of RCs on the survival probability of these patients. Patients with hospital discharges between 2010 and 2019 are considered, registered in the Portuguese database of Diagnosis-Related Groups. Each group of patients, per cancer type, is subject to a methodology developed according to the best practices described in the literature: a descriptive analysis is made, survival curves are estimated using the Kaplan-Meier methodology and hazard ratios are also estimated for different covariates, using multivariate Extended Cox models. The results obtained support the implementation and encourage further extension of the RC model for oncology in Portugal, as the cancer patients treated in RCs, overall, have a better survival probability at each moment, when compared to patients who had no episode in a RC. }
{pt=Centro de Referência, Análise de Sobrevivência em Oncologia, Método de Kaplan-Meier, Modelos Estendidos de Cox, en=Reference Centre, Cancer Survival Analysis, Kaplan-Meier Method, Extended Cox Models}

Setembro 18, 2020, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Rui Gentil de Portugal e Vasconcelos Fernandes

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

MSc in Public Health Medicine

ORIENTADOR

Maria Margarida Martelo Catalão Lopes de Oliveira Pires Pina

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar